Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Reforma trabalhista de Temer deixa trabalhador na mão do patrão

Em entrevista, presidente da Central aponta que proposta de governo ilegítimo é deixar trabalhadora na reserva até que seja necessário e negociar todos os direitos

Escrito por: Luciana Waclawovsky, Marize Muniz e André Accarini • Publicado em: 07/03/2017 - 16:14 • Última modificação: 08/04/2017 - 11:18 Escrito por: Luciana Waclawovsky, Marize Muniz e André Accarini Publicado em: 07/03/2017 - 16:14 Última modificação: 08/04/2017 - 11:18

Roberto Parizotti

Horas antes da audiência pública na Câmara dos Deputados que discutiu a reforma trabalhista, o presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, apontou em entrevista o verdadeiro objetivo das mudanças proposta pelo ilegítimo Michel Temer (PMDB).

“A Reforma Trabalhista de Temer oficializa o bico. O que significa quando você só trabalha quando o patrão chama, só ganha pelo que produz, pode ser temporário por 120 dias ou mais, tem de negociar férias, 13º salário”, defendeu.

Segundo o dirigente, o deputado que aprovar isso ficará conhecido como o parlamentar do bico que desempregou o trabalhador e terá seu rosto exposto em todo o país como traidor da classe trabalhadora.

“Vamos botar a cara dele nos postes. E eles não vão se eleger nunca mais”, alertou.

Ouça a entrevista completa do presidente.

Título: Reforma trabalhista de Temer deixa trabalhador na mão do patrão, Conteúdo: Horas antes da audiência pública na Câmara dos Deputados que discutiu a reforma trabalhista, o presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, apontou em entrevista o verdadeiro objetivo das mudanças proposta pelo ilegítimo Michel Temer (PMDB). “A Reforma Trabalhista de Temer oficializa o bico. O que significa quando você só trabalha quando o patrão chama, só ganha pelo que produz, pode ser temporário por 120 dias ou mais, tem de negociar férias, 13º salário”, defendeu. Segundo o dirigente, o deputado que aprovar isso ficará conhecido como o parlamentar do bico que desempregou o trabalhador e terá seu rosto exposto em todo o país como traidor da classe trabalhadora. “Vamos botar a cara dele nos postes. E eles não vão se eleger nunca mais”, alertou. Ouça a entrevista completa do presidente.



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.