Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Exemplo de escola em Minas Gerais

Governo do PSDB coloca crianças para estudar em motel desativado e posto de gasolina

Escrito por: William Pedreira • Publicado em: 21/10/2014 - 18:01 • Última modificação: 21/10/2014 - 18:53 Escrito por: William Pedreira Publicado em: 21/10/2014 - 18:01 Última modificação: 21/10/2014 - 18:53

Divulgação

Em Minas Gerais, estado com a 'melhor educação básica do Brasil’, conforme gosta de anunciar o candidato Aécio Neves (PSDB), escolas funcionam em motel desativado e, até mesmo, em posto de gasolina, representando um risco à vida dos alunos e alunas.

É o caso da escola estadual Francisco Cândido Xavier, em Uberaba. A estrutura fica alocada no 2º andar de um prédio ao lado de um posto de combustíveis.

No 1º andar, funciona um espaço comercial, com lojas de conveniência, farmácia, casa de ração e lotérica. Além do constante movimento e do barulho, há um forte cheiro de gasolina que incomoda educadores e alunos.

A sala dos professores e a biblioteca dividem o mesmo espaço. Também não há refeitório, muito menos quadra esportiva. As aulas de educação física ocorrem no pátio do posto. Um perigo real, já que as crianças praticam esportes bem Em Uberaba, aulas acontecem em estrutura improvisadaEm Uberaba, aulas acontecem em estrutura improvisadapróximas dos caminhões.

E o respeito? - Desde 2011, a escola estadual de Liberdade localizada às margens da BR 116, em Lajinha, região rural de Teófilo Otoni, funciona nas dependências de um motel desativado.

As dificuldades são antigas. A partir de 2006 a escola funcionou nas salas de catequese de uma igreja católica. Como as salas começaram a apresentar problemas estruturais, a Secretaria de Estado de Educação optou, então, por alugar o espaço de um antigo motel, mas não realizou obras necessárias para adequar local.

São estes alguns exemplos do descaso do governo do PSDB com a população. A presidenta do Sind-UTE/MG, Beatriz Cerqueira, cita outros dados que confirmam a precariedade da educação estadual.

No ensino médio, segundo estudo do próprio Sindicato, 1.113 escolas não possuem quadras esportivas cobertas, o que representa mais de 50%. São 1.297 sem refeitório, ou seja, quase 60%.

Já no ensino fundamental, 1.991 escolas (61%) não têm refeitório e 1.984 não dispõem de quadras esportivas cobertas (60%).  “Na educação infantil, que não é uma área prioritária, mas o Estado tem obrigação de coordenar as políticas públicas, só 35% das crianças conseguem uma vaga e isso estamos nos referindo a toda e qualquer vaga, seja sistema público, privado ou conveniado. Já o ensino médio, que é uma política prioritária do governo, apresenta um déficit de mais de um milhão de vagas”, completou a dirigente.

* Com informações do Sind-UTE/MG

-  O blog 'Vi o Mundo' publicou uma matéria que aborda um dos casos acima citados. Clique aqui e confira mais detalhes

Título: Exemplo de escola em Minas Gerais, Conteúdo: Em Minas Gerais, estado com a melhor educação básica do Brasil’, conforme gosta de anunciar o candidato Aécio Neves (PSDB), escolas funcionam em motel desativado e, até mesmo, em posto de gasolina, representando um risco à vida dos alunos e alunas. É o caso da escola estadual Francisco Cândido Xavier, em Uberaba. A estrutura fica alocada no 2º andar de um prédio ao lado de um posto de combustíveis. No 1º andar, funciona um espaço comercial, com lojas de conveniência, farmácia, casa de ração e lotérica. Além do constante movimento e do barulho, há um forte cheiro de gasolina que incomoda educadores e alunos. A sala dos professores e a biblioteca dividem o mesmo espaço. Também não há refeitório, muito menos quadra esportiva. As aulas de educação física ocorrem no pátio do posto. Um perigo real, já que as crianças praticam esportes bem próximas dos caminhões. E o respeito? - Desde 2011, a escola estadual de Liberdade localizada às margens da BR 116, em Lajinha, região rural de Teófilo Otoni, funciona nas dependências de um motel desativado. As dificuldades são antigas. A partir de 2006 a escola funcionou nas salas de catequese de uma igreja católica. Como as salas começaram a apresentar problemas estruturais, a Secretaria de Estado de Educação optou, então, por alugar o espaço de um antigo motel, mas não realizou obras necessárias para adequar local. São estes alguns exemplos do descaso do governo do PSDB com a população. A presidenta do Sind-UTE/MG, Beatriz Cerqueira, cita outros dados que confirmam a precariedade da educação estadual. No ensino médio, segundo estudo do próprio Sindicato, 1.113 escolas não possuem quadras esportivas cobertas, o que representa mais de 50%. São 1.297 sem refeitório, ou seja, quase 60%. Já no ensino fundamental, 1.991 escolas (61%) não têm refeitório e 1.984 não dispõem de quadras esportivas cobertas (60%).  “Na educação infantil, que não é uma área prioritária, mas o Estado tem obrigação de coordenar as políticas públicas, só 35% das crianças conseguem uma vaga e isso estamos nos referindo a toda e qualquer vaga, seja sistema público, privado ou conveniado. Já o ensino médio, que é uma política prioritária do governo, apresenta um déficit de mais de um milhão de vagas”, completou a dirigente. * Com informações do Sind-UTE/MG -  O blog Vi o Mundo publicou uma matéria que aborda um dos casos acima citados. Clique aqui e confira mais detalhes



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.