Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

CUT-SP: 1º de Maio terá Emicida e Mc Guimê e Leci Brandão na Av. Paulista

Evento 3 dias após Greve Geral terá ato político e outras atrações, como Leci Brandão.

Escrito por: CUT-SP • Publicado em: 20/04/2017 - 20:21 • Última modificação: 24/04/2017 - 14:23 Escrito por: CUT-SP Publicado em: 20/04/2017 - 20:21 Última modificação: 24/04/2017 - 14:23

Arte: Maria Dias / CUT-SP

Neste ano, o tradicional evento do 1º de Maio, Dia dos Trabalhadores e das Trabalhadoras, será mais uma vez um ato de luta e resistência contra o maior ataque aos direitos trabalhistas, previdenciários e sociais já ocorrido na história Brasil.

O ato unificado deste ano será na Avenida Paulista, com concentração em frente ao Masp, a partir das 12h, e é realizado pela CUT, CTB e Intersindical, com o apoio dos movimentos que compõem as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

As atrações musicais já confirmadas são Emicida, Mc Guimê, Leci Brandão, As Bahias e a Cozinha Mineira, Ilu Obá de Min, Bixiga 70, Mistura Popular, Marquinhos Jaca e Sinhá Flor.

A atividade ocorrerá dois dias após a Greve Geral que irá parar o Brasil por 24 horas contra as reformas propostas pelo governo golpista de Michel Temer (PMDB). Desde que assumiu o poder por meio do golpe, Temer já destruiu políticas importantes e de desenvolvimento da nação brasileira em praticamente todos os setores, promovendo reformas que atendem somente aos interesses dos grandes empresários e da classe dominante.

Para o presidente da CUT-SP, Douglas Izzo, este 1º de Maio será marcado pela demonstração de resistência dos trabalhadores/as diante dos ataques aos seus direitos. “Justamente nesta data histórica, os trabalhadores enfrentarão uma conjuntura adversa, com ameaça de enormes retrocessos nos direitos trabalhistas e previdenciários. Por isso, este 1º de maio será de extrema importância, além de ser o primeiro grande ato após a greve geral que paralisará o país no dia 28 de abril”, destaca.

Em 2017, o ato também celebra os 100 anos da histórica greve de 1917, que durou três dias e paralisou a capital paulista por liberdade e aumento salarial, marcando os primeiros tempos de organização operária no Brasil – a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) viria somente em 1943 e hoje é alvo de ataques e pode até mesmo ser extinta por Temer e sua base.

Outras regiões
Além da capital, outras regiões do interior paulista também farão atos do 1º de Maio. Em Campinas, a atividade unificada será na Avenida Francisco Glicério, s/n, em frente à Catedral de Campinas, com início às 10h. Já em Araraquara, a militância irá se encontrar a partir das 14h, na Praça Deputado Scalamandré Sobrinho, s/n, na Vila Ferroviária.

Confira a agenda na sua região e participe:
1º de Maio Unificado de Luta (segunda-feira)

São Paulo
Avenida Paulista, em frente ao Masp, nº 1.578
A partir das 12h

Campinas
Avenida Francisco Glicério, s/n, em frente à Catedral de Campinas
A partir das 10h

Araraquara
Praça Deputado Scalamandré Sobrinho, s/n. na Vila Ferroviária
A partir das 14h

1º DE MAIO DA RESISTÊNCIA POR:
. APOSENTADORIA
. DIREITOS TRABALHISTAS
. EMPREGO PARA TODOS E TODAS
100 ANOS DEPOIS DA 1ª GREVE GERAL NO BRASIL, A LUTA CONTINUA!

Título: CUT-SP: 1º de Maio terá Emicida e Mc Guimê e Leci Brandão na Av. Paulista, Conteúdo: Neste ano, o tradicional evento do 1º de Maio, Dia dos Trabalhadores e das Trabalhadoras, será mais uma vez um ato de luta e resistência contra o maior ataque aos direitos trabalhistas, previdenciários e sociais já ocorrido na história Brasil. O ato unificado deste ano será na Avenida Paulista, com concentração em frente ao Masp, a partir das 12h, e é realizado pela CUT, CTB e Intersindical, com o apoio dos movimentos que compõem as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. As atrações musicais já confirmadas são Emicida, Mc Guimê, Leci Brandão, As Bahias e a Cozinha Mineira, Ilu Obá de Min, Bixiga 70, Mistura Popular, Marquinhos Jaca e Sinhá Flor. A atividade ocorrerá dois dias após a Greve Geral que irá parar o Brasil por 24 horas contra as reformas propostas pelo governo golpista de Michel Temer (PMDB). Desde que assumiu o poder por meio do golpe, Temer já destruiu políticas importantes e de desenvolvimento da nação brasileira em praticamente todos os setores, promovendo reformas que atendem somente aos interesses dos grandes empresários e da classe dominante. Para o presidente da CUT-SP, Douglas Izzo, este 1º de Maio será marcado pela demonstração de resistência dos trabalhadores/as diante dos ataques aos seus direitos. “Justamente nesta data histórica, os trabalhadores enfrentarão uma conjuntura adversa, com ameaça de enormes retrocessos nos direitos trabalhistas e previdenciários. Por isso, este 1º de maio será de extrema importância, além de ser o primeiro grande ato após a greve geral que paralisará o país no dia 28 de abril”, destaca. Em 2017, o ato também celebra os 100 anos da histórica greve de 1917, que durou três dias e paralisou a capital paulista por liberdade e aumento salarial, marcando os primeiros tempos de organização operária no Brasil – a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) viria somente em 1943 e hoje é alvo de ataques e pode até mesmo ser extinta por Temer e sua base. Outras regiões Além da capital, outras regiões do interior paulista também farão atos do 1º de Maio. Em Campinas, a atividade unificada será na Avenida Francisco Glicério, s/n, em frente à Catedral de Campinas, com início às 10h. Já em Araraquara, a militância irá se encontrar a partir das 14h, na Praça Deputado Scalamandré Sobrinho, s/n, na Vila Ferroviária. Confira a agenda na sua região e participe: 1º de Maio Unificado de Luta (segunda-feira) São Paulo Avenida Paulista, em frente ao Masp, nº 1.578 A partir das 12h Campinas Avenida Francisco Glicério, s/n, em frente à Catedral de Campinas A partir das 10h Araraquara Praça Deputado Scalamandré Sobrinho, s/n. na Vila Ferroviária A partir das 14h 1º DE MAIO DA RESISTÊNCIA POR: . APOSENTADORIA . DIREITOS TRABALHISTAS . EMPREGO PARA TODOS E TODAS 100 ANOS DEPOIS DA 1ª GREVE GERAL NO BRASIL, A LUTA CONTINUA!



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.