Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Contra o ódio e a intolerância, Instituto Lula receberá “abraço” dia 7 de agosto

No dia 16, movimentos sindical e sociais farão uma vigília na sede da entidade, em defesa da “maior liderança da classe trabalhadora no Brasil”

Escrito por: CUT • Publicado em: 05/08/2015 - 17:05 Escrito por: CUT Publicado em: 05/08/2015 - 17:05

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Na próxima sexta-feira (7), às 12h, o Instituto Lula será abraçado por manifestantes de diversos movimentos sociais. A ação é uma resposta ao atentado sofrido pela entidade no dia 30 de julho, quando uma bomba foi atirada no local.

A frente #TodosPelaDemocracia é responsável pela organização do ato. O propósito da manifestação, que repudiará o atentado no instituto, é lembrar os valores da democracia e condenar o ódio e a intolerância.

No dia 16 de agosto, os movimentos sindical e sociais estarão novamente na frente do Instituto Lula, dessa vez para uma vigília que terá início às 14h, também repudiando o atentado e em defesa da democracia.

“Será uma vigília contra a intolerância e em defesa do legado do companheiro Lula, a maior liderança da classe trabalhadora brasileira, que tem sido alvo de ataques de intolerantes e fascistas”, afirma o presidente da CUT, Vagner Freitas, que protestou contra o atentado do dia 30 de julho.

“Não aceitaremos retrocessos e desrespeito a democracia. Nesses dias vamos mostrar a importância de Lula para a classe trabalhadora brasileira e para o Brasil”, explicou Vagner.

Título: Contra o ódio e a intolerância, Instituto Lula receberá “abraço” dia 7 de agosto, Conteúdo: Na próxima sexta-feira (7), às 12h, o Instituto Lula será abraçado por manifestantes de diversos movimentos sociais. A ação é uma resposta ao atentado sofrido pela entidade no dia 30 de julho, quando uma bomba foi atirada no local. A frente #TodosPelaDemocracia é responsável pela organização do ato. O propósito da manifestação, que repudiará o atentado no instituto, é lembrar os valores da democracia e condenar o ódio e a intolerância. No dia 16 de agosto, os movimentos sindical e sociais estarão novamente na frente do Instituto Lula, dessa vez para uma vigília que terá início às 14h, também repudiando o atentado e em defesa da democracia. “Será uma vigília contra a intolerância e em defesa do legado do companheiro Lula, a maior liderança da classe trabalhadora brasileira, que tem sido alvo de ataques de intolerantes e fascistas”, afirma o presidente da CUT, Vagner Freitas, que protestou contra o atentado do dia 30 de julho. “Não aceitaremos retrocessos e desrespeito a democracia. Nesses dias vamos mostrar a importância de Lula para a classe trabalhadora brasileira e para o Brasil”, explicou Vagner.



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.