• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

JBS de Passo Fundo é interditada pela segunda vez por aumento de casos de Covid-19

A interdição cautelar foi determinada pela prefeitura do município devido a novos casos do novo coronavírus

Publicado: 08 Maio, 2020 - 11h47 | Última modificação: 08 Maio, 2020 - 12h29

Escrito por: Redação CUT

MPT
notice

A Prefeitura de Passo Fundo (RS) interditou todas as atividades do frigorífico JBS que funciona no município nesta quinta-feira (7) por 15 dias, devido a registros de casos do novo coronavírus na unidade, que já havia sido interditada pela Justiça do Trabalho no dia 24 de abril e a retomada das atividades estava prevista para este sábado (9).

Em nota divulgada no site da Prefeitura, as autoridades municipais afirmam que e interdição cautelar “é fundamentada no entendimento da Vigilância em Saúde do Município de que foram desrespeitadas regras sanitárias e epidemiológicas, o que pode colocar em risco a saúde de toda a população”.

“A empresa deveria providenciar monitoramento de todos os trabalhadores afastados, o que não teria ocorrido”, diz trecho da nota.


A primeira interdição da JBS de Passo Fundo, que tem 2.400 trabalhadores, foi determinada pela Justiça do Trabalho depois que auditores-fiscais do trabalho detectaram um surto de Covid-19, doença provocada pelo coronavírus, que atingiu cerca de 20 empregados.

O contágio marcou a primeira disseminação em grande escala do vírus em um frigorífico no Brasil.

Histórico

A unidade da JBS em Passo Fundo foi totalmente interditada no dia 24 de abril, após fiscalização da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho, órgão vinculado ao Ministério da Economia, que encontrou 20 trabalhadores que testaram positivo para a Covid-19.

.O Ministério Público do Trabalho (MPT) abriu inquérito para apurar a alta taxa de contaminação entre os trabalhadores e trabalhadora o que indica falta de cuidados por parte da empresa. O número de infectados por coronavírus entre os funcionários subiu para 48.