• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CPI da Covid começa com depoimentos de ex-ministros da Saúde e fuga de Pazuello

Mandetta e Teich depõem nesta terça. Pazuello que ia ser ouvido amanhã avisou que não vai porque teve contato com uma pessoa infectada com Covid-19

Publicado: 04 Maio, 2021 - 12h54 | Última modificação: 04 Maio, 2021 - 13h29

Escrito por: Redação CUT

@José Dias/PR
notice

Na Câmara, mais reações dos deputados. “Pazuello avisou que não comparecerá ao Senado p/ depor na CPI da Covid porque suspeita que está contaminado pelo coronavírus. Ainda não sabemos se o ex-ministro já fez o teste. A única certeza que temos é que Pazuello e Bolsonaro estão morrendo de medo e querem fugir da CPI”, disse Marcelo Freixo (Psol-RJ).

 “É muita cara de pau do Pazzuelo de dizer que não pode ir presencialmente à CPI do Genocídio porque teve contato com pessoas com covid. Logo ele, que desfilou sem máscara por um shopping de Manaus e ironizou a medida de proteção. É muita cara de pau ou é impressão minha?”, postou Fernanda Melchionna (PSOL-RS). Carlos Zarattini (PT-SP), foi na mesma linha. “Depois de se exibir sem máscara num shopping em Manaus, o brilhante general Pazzuelo alega sintomas de Covid pra não comparecer na CPI. Tá tremendo!!!!” Orlando Silva (PCdoB-SP) engrossou o coro: ” COVARDE! Pode andar sem máscara no shopping, mas não pode ir depor? É uma figura pusilânime. “.

Entre a população, a alegação de Pazuello também não foi aceita. Tanto que rapidamente a hashtag “Cagão” entrou como um dos principais tópicos em debate no final da manhã no Twitter.

Com apoio da RBA