• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Vigília Lula Livre ganha site e boletim. Jornada em defesa de Lula começa dia 10

Na próxima segunda-feira (10), o Comitê Nacional Lula Livre dará início à Jornada Nacional em diversos estados em defesa da liberdade imediata do ex-presidente Lula, mantido preso político há 244 dias

Publicado: 06 Dezembro, 2018 - 15h29 | Última modificação: 06 Dezembro, 2018 - 15h58

Escrito por: Redação CUT

Ricardo Stuckert
notice

A Vigília Lula Livre, que reúne trabalhadores e trabalhadoras solidários ao ex-presidente, mantido preso político na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde abril, ampliou suas formas de comunicação com a militância por meio de um site e de um boletim informativo impresso.

O site da vigília está acoplado ao portal do PT, com boletins e notícias diárias, além da campanha de arrecadação de recursos para manter o acampamento. Já a edição do informativo impresso será semanal e ajudará a divulgar as visitas recebidas pelo ex-presidente, além dos atos programados pela militância.

Fim do ano na Vigília Lula Livre

Para este ano, a vigília, montada há 244 dias nas proximidades da PF, articula caravanas com destino a Curitiba para passar o Natal e o Ano Novo com o ex-presidente Lula. A iniciativa, que surgiu em São Paulo por meio da secretaria de Mulheres do PT do estado, em pouco dias conseguiu arrecadar na internet recursos para custear as despesas da viagem e permanência na capital paranaense. Também está prevista a chegada de pessoas de estados como Bahia, Santa Catarina, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Ao longo desses oito meses, a mobilização em Curitiba se tornou um ponto de encontro daqueles que lutam contra as injustiças, com visitas de personalidades e intelectuais mundialmente conhecidos, como o linguista Noam Chomsky, o sociólogo Boaventura de Sousa Santos, e os artistas Chico Buarque e Martinho da Vila, entre outras personalidades.

Ato público em defesa dos direitos humanos de Lula

Na próxima segunda-feira (10), Dia Mundial dos Direitos Humanos, terá início a Jornada Nacional Lula Livre. A iniciativa é do Comitê Nacional Lula Livre, junto aos movimentos da Frente Brasil Popular, que conta com mais de 80 organizações. Um ato na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC marca o início das atividades, às 18h.

"Faremos atividades de solidariedade ao presidente Lula em todo país no próximo dia 10 e conclamamos a sociedade a se mobilizar contra esse processo injusto que perseguiu e prendeu nossa maior liderança política”, explica João Paulo Rodrigues, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Outro ato previsto para a próxima semana está marcado para quinta-feira (13), dia em que se completam 50 anos da edição do Ato Institucional 5 (AI-5). Intelectuais, artistas e lideranças populares lançarão um manifesto pela democracia na Faculdade de Direito da USP, às 19h, no largo São Francisco, em São Paulo.

O documento declara a importância da manutenção dos princípios consagrados na Constituição de 1988: a República, a Democracia e o Estado de Direito. "A garantia das liberdades, dos direitos humanos individuais e sociais, do livre exercício da cidadania nos une, para além de eventuais diferenças e nuances ideológicas ou político-partidárias", diz o texto do evento.

Será realizada ainda a primeira Conferência Internacional em Defesa da Democracia, em São Paulo, nos dias 10 e 11, organizada pela Fundação Perseu Abramo em parceria com o Comitê Internacional Lula Livre e a Secretaria de Relações Internacionais do Partido dos Trabalhadores (PT).

O evento terá a participação de nomes das principais organizações de esquerda da Espanha, Uruguai, Portugal e do Parlamento Europeu, além da ex-presidenta Dilma Rousseff. A intenção é discutir e elaborar estratégias para a luta pela democracia e a resistência a retrocessos nas políticas públicas, inclusão social e política externa, além de combater a criminalização dos movimentos populares.

carregando
carregando