• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

TVT estreia série de entrevistas ‘A Destruição do Brasil’

Primeiro convidado, o jurista Pedro Serrano abre o novo programa, debatendo como a Justiça vem tomando o lugar dos golpes tradicionais. Transmissão será hoje, às 17h, pelo canal e as redes sociais da TVT

Publicado: 03 Fevereiro, 2021 - 12h43 | Última modificação: 03 Fevereiro, 2021 - 12h48

Escrito por: Redação RBA

Leonardo Attuch / Agência PT
notice

Em parceria com o canal do Conde no Youtube, a TVT estreia nesta quarta-feira (3), às 17h, a série de entrevistas A Destruição do Brasil, comandada pelo linguista e jornalista Gustavo Conde. Idealizada pelo comunicador, a produção tem como objetivo investigar os fatores que levaram ao quadro atual de rompimento do Pacto Social de 1988. Mas também levantar um debate sobre a possibilidade de um processo futuro de reconstrução.

A temporada de entrevistas de Gustavo Conde na TVT faz sua estreia com o tema “autoritarismo líquido”. Conceito trabalhado há 15 anos pelo jurista e professor de Direito Constitucional da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Pedro Serrano. Em meio à divulgação das mensagens trocadas pela força-tarefa da Lava Jato, obtidas pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a conversa com o jurista discute como a Justiça vem tomando o lugar dos golpes tradicionais e militares, sobretudo na América Latina.

De acordo com Conde, o programa promete ser “tecnicamente muito rico” na discussão sobre o papel do sistema judicial no Brasil de hoje. Em entrevista à Maria Teresa Cruz, do Jornal Brasil Atual, o comunicador destaca a importância de “amplificar e compartilhar as ideias para pensar um futuro”. E, assim, “dar continuidade ao processo histórico brasileiro”. Algo que, em suas palavras, “está represado por tantos blefes” do governo de Jair Bolsonaro. 

Tudo é destruído pelo governo

“Essa ideia nasceu primeiro pela situação que o Brasil está passando. Estamos vendo todas as instituições, o meio ambiente, o tecido social, a economia, tudo sendo destruído francamente e deliberadamente, por um governo que afirma que veio para destruir”, aponta. 

Há mais ou menos um mês, segundo Conde, numa entrevista para o seu canal no Youtube com o economista Luiz Gonzaga Belluzzo, a ideia sobre a série surgiu em conversa com a sua amiga Maria Alice Vieira, que é também coordenadora da área de acervos históricos da Fundação Perseu Abramo (FPA). 

Na entrevista, Belluzzo refletia que, mesmo no período final da ditadura civil-militar, o Brasil tinha um projeto de país. E sob os governos democráticos, consolidou-se uma produção industrial forte, bancos públicos, e formas inovadoras de organização social. “Então tudo foi destruído”, lamenta Conde. Com Maria Alice, o comunicador decidiu criar o programa para pensar sobre esse processo, suscitar um debate e recuperar os rumos. “O que só vamos conseguir chamando mais pessoas e procurando o engajamento não meramente ideológico, mas de debate, das pessoas quererem estar juntas, consagrando a questão dos coletivos”, propõe. 

TVT transmitirá o programa A Destruição do Brasil todas as quartas, às 17h. Você pode acompanhar pelo canal 44.1 da Grande São Paulo ou pelas redes sociais.

Confira a entrevista da Rádio Brasil Atual