• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Trabalhadores em transportes aderem à paralisação dos petroleiros nesta quarta

Em várias cidades e Estados, os trabalhadores denunciam a política de preço do Parente, presidente da Petrobrás, e exigem a redução dos preços da gasolina e do gás de cozinha

Publicado: 30 Maio, 2018 - 12h20 | Última modificação: 30 Maio, 2018 - 12h52

Escrito por: Érica Aragão

Socorro Silva
notice
Paralisação em Piauí

Os trabalhadores e as trabalhadoras em transportes rodoviário e urbano se uniram aos petroleiros e a outras categorias que pararam nesta quarta-feira (30) em protesto contra a política de preços da Petrobras, pela redução nos preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha, além da saída de Pedro Parente da direção da companhia.

“Não adianta o governo federal editar medidas paliativas, de 30 a 60 dias, sobre a questão do Diesel. Isso não resolverá o problema. Queremos uma mudança definitiva na política de preços da Petrobras que impacte na redução de preços tanto da gasolina quanto do gás de cozinha”, frisa Paulo João Estausia, Paulinho, presidente da Confederação Nacional  dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL) e do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba.

Essa política precisa mudar, senão as coisas não vão se estabilizar no país
- Paulinho, presidente da CNTTL
Veja como fora as mobilizações dos trabalhadores em transporte rodoviário e urbano esta manhã em todo o Brasil:

Interior de São Paulo

Os condutores no Vale do Paraíba, interior paulista, fizeram uma paralisação em apoio à greve dos caminhoneiros e dos petroleiros. Segundo o Sindicato dos Condutores no Vale do Paraíba, 100% dos trabalhadores da Breda Madeira aderiram ao protesto.

CNTTLCNTTL

 

Em Sorocaba, motoristas e agentes de bordo de empresas de transporte rodoviário e urbano de passageiros da cidade e de 44 cidades vizinhas aderiram à paralisação nacional pela redução dos preços dos combustíveis e gás de cozinha em todo o país.

Algumas garagens ficaram totalmente paradas até às 9h, como as das empresas Benfica Itapeva, Amarelinho, Rosa Tatui, Lira Bus, Piracicabana, JSL de Sorocaba e Rápido Campinas e Tatuí. O movimento envolve 12 mil trabalhadores e, segundo o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba, logo mais, às 15h, terá um ato no Centro de Sorocaba, na Rua Braguinha.

CNTTLCNTTL
JSL de Sorocaba parou 100%

Bahia

Os rodoviários no transporte intermunicipal de Feira de Santana iniciaram a madrugada desta quarta 30 com protestos nas garagens da cidade em apoio à paralisação dos caminhoneiros e dos petroleiros.

CNTTLCNTTL 

Paiuí

Os motoristas e cobradores em Teresina, no Piauí, estão participando nesta quarta-feira (30) do Dia Nacional de Paralisações e Protestos contra o aumento abusivo nos combustíveis e gás de cozinha.

A categoria, que parou suas atividades entre 09h e 11h, aproveita a mobilização para reivindicar também uma delegacia especializada em roubo de ônibus, crime que tem se intensificado na cidade. O movimento é organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (Sintetro/PI).

Socorro SilvaSocorro Silva

Porto Alegre

Os portuários do Rio Grande do Sul participaram na manhã desta quarta-feira (30) da paralisação dos petroleiros na Refinaria de Petróleo Riograndense, localizada em Rio Grande.

CNTTLCNTTL

 

À tarde, trabalhadores de outros estados e cidades participarão do dia Nacional de Luta organizado pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Aguardem atualizações.

Com informações da CNTTL