• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

SP e mais 4 capitais suspendem imunização por falta de vacinas contra a Covid-19

São Paulo, João Pessoa, Aracaju, Florianópolis e Campo Grande tem pouco estoque e guardaram para aplicar a segunda dose

Publicado: 22 Junho, 2021 - 11h53 | Última modificação: 22 Junho, 2021 - 15h21

Escrito por: Redação CUT

Governo de SP
notice

A falta de planejamento e determinação política para combater a pandemia do novo coronavírus do governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL) paralisa a imunização da primeira dose de vacinas contra o novo coronavírus (Covid-19) em pelo menos cinco capitais brasileiras.

Nesta terça-feira (22), suspenderam a imunização da primeira dose de vacinas,  além de São Paulo, que anunciou a suspensão da imunização em 300 postos nesta segunda-feira (21), João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Florianópolis (SC) e Campo Grande (MS), segundo levantamento do jornal Folha de S.Paulo. Essas cidades seguem com a imunização apenas de quem precisa tomar a segunda dose

Na capital paulista, segundo a coluna Mônica Bergamo, a previsão é que 186 mil doses da CoronaVac, produzidas pelo Instituto Butantan, sejam entregues pelo governo do estado para a capital ainda nesta terça para a aplicação de primeira dose, e 30 mil da vacina de Oxford/AstraZeneca, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz),  para a aplicação da segunda dose na cidade. A  vacinação deve ser retomada na quarta.

Há também previsão de chegada da vacina da Janssem, mas ainda não se sabe a quantidade de doses que serão destinadas à cidade e quando chegarão aos postos.

Em João Pessoa, o calendário desta terça prevê a aplicação de segundas doses de Coronavac, para quem completou 28 dias da primeira dose, e AstraZeneca, para quem tem 90 dias desde a primeira vacinação. A previsão é que mais vacinas cheguem nesta quarta, segundo a prefeitura.

Em Aracaju, a vacinação parou na faixa etária de 40 anos ou mais para pessoas sem comorbidades e espera novos lotes para avançar para o público de 39 e 38 anos.

Em Florianópolis, a prefeitura reservou 150 que ainda tem em estoque para lactantes, gestantes e puérperas (mulheres até 45 dias depois do parto).

Campo Grande também segue a vacinação apenas com segunda dose, dos imunizantes Coronavac e AstraZeneca e espera a  chegada de mais doses para continuar vacinando pessoas de 46 anos ou mais sem comorbidades, além dos grupos prioritários previstos no plano nacional.

Mesmo com a chegada de novas doses, a administração continuará trabalhando com a corda no pescoço, de acordo com técnicos ouvidos pela coluna.

Confira o calendário da cidade de São Paulo

– 49 anos – a partir de 23/06 

– 48 anos – a partir de 24/06 

– 45 a 47 anos – a partir de 25/06 

– Repescagem 45 a 49 anos – 26/06

– 44 anos – a partir de 28/06

– 43 anos – a partir de 29/06 

– 42 anos – a partir de 30/06 

– Repescagem 42 a 44 anos – 03/07

– 41 anos – a partir de 05/07 

– 40 anos – a partir de 08/07

– 39 anos – a partir de 15/07 

– 38 anos – a partir de 19/07 

– 37 anos – a partir de 22/07

– 36 anos – a partir de 26/07

– 35 anos – a partir de 28/07 

– 34 anos – a partir de 30/07 

– 33 anos – a partir de 02/08 

– 32 anos – a partir de 04/08 

– 31 anos – a partir de 09/08 

– 30 anos – a partir de 12/08

– 29 anos – a partir de 16/08 

– 28 anos – a partir de 19/08 

– 27 anos – a partir de 23/08 

– 26 anos – a partir de 25/08 

– 25 anos – a partir de 30/08 

– 23 e 24 anos – a partir de 1/09 

– 21 e 22 anos – a partir de 06/09 

– 20 anos – a partir de 09/09 

– 18 e 19 anos – a partir de 13/09