• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Sob alerta da variante delta, Brasil passa de 576 mil mortes por Covid-19

Especialistas avaliam que, mesmo com números de casos e mortes em queda, o momento requer muito cuidado

Publicado: 26 Agosto, 2021 - 11h19 | Última modificação: 26 Agosto, 2021 - 11h22

Escrito por: Redação CUT

Alex Pazuello/Semcom
notice

Com 901 mortes por Covid-19 registradas em 24 horas, o Brasil ultrapassa 576 mil vidas perdidas e 20.645.537 pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde fevereiro de 2020. É o sétimo dia que o país registra 718 por dia, a menor média móvel desde 4 de janeiro, quando estava em 707 mortes.

Mesmo com números de casos e mortes em queda, o momento requer muito cuidado, dizem os especialistas. Isso porque, a variante delta, cepa indiana mais transmissível, já tem circulação comunitária no país e que vem causando aumentos expressivos de casos em várias capitais. A delta tem causado problemas no Rio de Janeiro, que vê aumentos de casos e internações dispararem e a prefeitura decidiu adiar o plano gradual de flexibilização das medidas restritivas contra a Covid-19. A primeira etapa começaria daqui a uma semana (2). Agora, a reabertura não tem data para entrar em vigor.

O prefeito Eduardo Paes (PSD) anunciou o programa, que teria três fases progressivas. Já na primeira, marcada para 2 de setembro, haveria liberação parcial de boates e de público nos estádios. Na última, em 15 de novembro, o uso de máscaras em áreas livres seria abolido.

Paes fez um mea-culpa. “Não tem liberou geral, desculpa se passei essa impressão”, disse. “Se continuarmos com o registro desse aumento de casos, a tendência não é de abrir, mas fechar mais”, frisou, na ocasião.

Já em São Paulo, a variante delta do coronavírus corresponde a 43,5% dos casos confirmados na cidade entre o dia 8 e o dia 14 de agosto, segundo comunicado divulgado perla prefeitura da capital nesta quarta-feira (25).

Dentre as amostras de pacientes da capital enviadas para o Instituto Butantan, 43,50% foram da variante delta e 53,58% da gama, identificada em Amazonas e predominante na maior parte do país. O número representa um aumento em relação aos dados divulgados no início de agosto para a região metropolitana. Em 4 de agosto, a variante delta representava 23% dos casos identificados na Grande SP.

Vacinação no Brasil

O Brasil registra até o momento 61,1% de pessoas vacinadas com ao menos uma dose. O percentual é superior ao dos Estados Unidos, que tem 60,9% da população vacinada com ao menos uma dose, segundo os dados da plataforma coronavirusbra e do CDC (Centers of Diseases Control), órgão de saúde pública dos EUA.

O Brasil já havia ultrapassado os norte-americanos em vacinação da população adulta. Quando se compara aos totalmente imunizados, porém, o Brasil fica atrás: 26,7% contra 51,6%.

Já a média móvel (considerando os últimos 7 dias) de vacinação no Brasil está em 1,8 milhão de doses aplicadas por dia. Está perto do maior número já registrado desde o início da vacinação. Desde 13 de junho, a média diária supera 1 milhão de doses.

Nos Estados Unidos, a média chegou a 3,4 milhões de doses diárias em 13 de abril. A vacinação, no entanto, caiu. A média mais recente é de 860 mil doses diárias.