• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Santa Catarina diz basta para os retrocessos de Temer

Atos e panfletagens estão acontecendo em todas as regiões do Estado, nesta sexta-feira (10) para protestar contra os desmandos do golpista e ilegítimo Michel Temer

Publicado: 10 Agosto, 2018 - 12h27 | Última modificação: 10 Agosto, 2018 - 16h11

Escrito por: Pricila Baade, da CUT-SC

CUT-SC
notice

Trabalhadores e trabalhadoras em todo o país estão mobilizados, nesta sexta-feira (10), para o Dia do Basta – um dia nacional de mobilização e paralisações - para protestar contra os desmandos do governo ilegítimo de Michel Temer (MDB-SP). Em Santa Catarina, em todas as regionais da CUT do Estado estão acontecendo atividades para dialogar com a população sobre o aumento do desemprego, a destruição do serviço público, as privatizações, os preços abusivos dos combustíveis e gás de cozinha e a retirada de direitos. Desde bem cedo, representantes do movimento sindical em diversos municípios catarinenses estão nos locais de trabalho e espaços públicos para entregar materiais do Dia do Basta e conversar com população sobre a importância dos trabalhadores se mobilizarem contra os retrocessos do governo golpista de Temer.

Estão previstos atos e panfletagens em Criciúma, Joinville, São Bento do Sul, Jaraguá do Sul, Guaramirim, Nova Erechim, Blumenau, Apiúna, Lages, Curitibanos, Xanxerê, Concórdia, Chapecó e Florianópolis.

Jaraguá do Sul, Guaramirim e São Bento do Sul

Antes das 7 horas da manhã o pessoal que resiste e luta já estava nas ruas do centro de Jaraguá do Sul para entregar panfletos explicando a necessidade de reagir às maldades cometidas contra o povo brasileiro pelo governo de Michel Temer. O movimento sindical de Jaraguá do Sul e Região se uniu à mobilização nacional e também deu basta. O panfleto do Dia do Basta está sendo entregue desde quinta-feira (9), nas portas de fábrica, e hoje prossegue em vários pontos estratégicos de Jaraguá do Sul, nas escolas da rede pública estadual de ensino, e também em Guaramirim, com intensa mobilização de dirigentes sindicais e outros trabalhadores.

Em São Bento do Sul a panfletagem também iniciou cedo nas portas de fábrica, atingindo mais de 1400 trabalhadores e trabalhadoras. As atividades prosseguem à tarde em mais empresas.

Sérgio HomrichSérgio Homrich
O movimento sindical de Jaraguá do Sul e Região entrega informativos sobre o Dia do do Basta nas portas de fábricas e escolas

Caçador

Em Caçador, as panfletagens para o Dia do Basta estão acontecendo desde o dia 2 de agosto. Dialogando com a pauta contra as privatizações, um ato público aconteceu nessa segunda-feira (6) em protesto ao Projeto de Lei nº 039/2018, que autoriza que associações civis e fundações privadas a se responsabilizarem pelos serviços públicos de educação, saúde, assistência social e várias outras áreas. A pressão da população fez o prefeito e os vereadores recuarem e arquivarem o projeto.

Para continuar chamando a atenção da população de Caçador sobre os desmontes de Temer, serão distribuídos mais informativos com as pautas do Dia do Basta durante à tarde desta sexta-feira (10).

Panfletagem e diálogo com a população em Caçador

Criciúma

Em Criciúma, dirigentes do movimento sindical foram cedo conversar com os trabalhadores e trabalhadoras sobre as pautas do Dia do Basta, principalmente sobre o aumento do desemprego. Desde as 7h os militantes estão no Terminal Central da cidade panfletando e explicando os retrocessos cometidos por Temer que deixaram o país na atual situação.

Em Criciúma, desde cedo o movimento sindical dialoga com a população sobre as pautas do Dia do Basta no Terminal Central 

Oeste

Em Chapecó, um ato aconteceu de manhã na Praça Central para chamar a atenção da população sobre o desmonte do Governo Temer. Além da distribuição de informativos do Dia do Basta em sinaleiras e na praça, dirigentes do movimento sindical também usaram o microfone para falar sobre a atual situação do país para quem passava pelo local.

Em Chapecó, ato e panfletagem na Praça Central para o Dia do Basta

 Em Joaçaba, Pinhalzinho, São Miguel do Oeste, Nova Erechim e Modelo também aconteceram panfletagens em empresas e locais públicos.   A distribuição dos materiais continuam à tarde em Chapecó e outras cidades da região.

À noite, às 19h, acontecerá um debate sobre os retrocessos na Educação na Universidade Federal Fronteira Sul – no Bloco B.

Panfletagem do Dia do Basta em Modelo, no Oeste

Florianópolis

A mobilização para o Dia do Basta na capital catarinense iniciou cedo com concentração na Praça XV para o fechamento das agências bancárias – que ficaram paralisadas das 8h30 às 12h. Além disso, aconteceram panfletagens no comércio e no centro para chamar a população para o ato do Dia do Basta, que acontecerá a partir das 15h, na Udesc.

Paralisação das agências bancárias das 8h às 12h em Florianópolis
carregando
carregando