• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Redes sociais bombam com depoimentos de eleitores de Bolsonaro já arrependidos

Em poucas horas, perfis no Twitter juntam cerca de 106 mil eleitores com críticas ao novo presidente, após declarações sobre como e com quem pretende compor alguns ministérios do seu governo

Publicado: 31 Outubro, 2018 - 17h48 | Última modificação: 31 Outubro, 2018 - 18h44

Escrito por: Redação CUT

Reprodução
notice

Três dias após a eleição de Jair Bolsonaro (PSL), páginas criadas nas redes sociais criticando escolhas do presidente eleito já têm mais de 280 mil seguidores, muitos deles eleitores de Bolsonaro. A maioria critica anúncios de nomeações de políticos envolvidos em corrupção, como Onyx Lorenzoni e Alberto Fraga, ambos do DEM, indicados para chefiar a Casa Civil e a Secretaria de Governo, respectivamente. Muitos já se dizem arrependidos.

No Instagram, a página já tem 170 mil seguidores. E todas as postagens são de eleitores arrependidos.

Boa parte das críticas nas duas páginas do Twitter (Jair me Arrependi e Bolsominions arrependidos) miram a nomeação de Alberto Fraga, condenado, em setembro deste ano, por concussão, ou seja, uso do cargo público para obter vantagem indevida. "O Alberto Fraga não é um puta corrupto? Eu votei em você para acabar com isso (...) A população está do seu lado, não cospe na cara da gente", tuíta um internauta mencionando Jair.


O perfil Jair Me Arrependi – que até o 16h30 desta quarta-feira (31) já tinha mais de 63,8 mil seguidores – posta os "arrependimentos diários de eleitores de Jair Bolsonaro". Destaque para uma eleitora que mandou vídeo direcionado para seu candidato, na qual se diz "magoada" com a possível nomeação de Onyx Lorenzoni (DEM) para a Casa Civil. O democrata já admitiu ter recebido R$ 100 mil por meio de caixa 2 do frigorífico JBS.

"Bolsonaro, ajuda aí, você está colocando gente envolvida em corrupção. Poxa, cadê a diferença? Esse Onyx aceitou dinheiro da JBS. Sentindo magoada. Desse jeito não dá. Isso não está correto", disse outra internauta.


Eleitores de Bolsonaro

Outros eleitores criticam o aceno de Bolsonaro para Alberto Fraga. 'Não cospe na cara da gente', lamenta internauta.

Nesta terça-feira (30), Bolsonaro confirmou que vai promover a fusão dos ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente. A medida é criticada por entidades de defesa do meio ambiente, que alertam para os riscos de submeter as políticas de preservação ambiental aos interesses do agronegócio.

No perfil Bolsominions Arrependidos – 41,1 mil seguidores até o mesmo horário – foram publicadas manifestações negativas de bolsonaristas sobre a unificação dos ministérios. "Será o lobo cuidando do galinheiro", comenta um internauta.

Outra eleitora faz uma crítica mais incisiva, direcionada ao senador Flavio Bolsonaro (PSL-RJ). "Apenas me diga como nosso presidente @jairbolsonaro vai explicar dois investigados na equipe e essa usurpação do Ministério do Meio Ambiente? Mal chegou e já começo a me preocupar. Já se venderam para a bancada ruralista?", questiona.

Um eleitor diz que, 48 horas depois do voto, já está "indignado com a postura" de seu candidato. "Eu tive a ingenuidade de acreditar que o cargo de Presidente (não só importante, mas honorável) traria maior compostura ao senhor em questão. Normalmente é assim, mas o normal não se aplica a ele", disse. "Votei no senhor acreditando que corruptos iriam presos, não serem ministros!", finaliza outro.

Com apoio RBA

carregando
carregando