• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Quase 70% dos aeroviários da Gol rejeitaram proposta de ACT

Proposta da empresa diminuía drasticamente direitos e não dava nenhuma garantia de emprego

Publicado: 31 Agosto, 2020 - 09h55

Escrito por: Redação CUT

Divulgação
notice

Em assembleias virtuais realizadas na sexta-feira e no sábado os aeroviários da Gol rejeitaram a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) apresentada pela empresa.

O Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) encaminhou o resultado da votação para a companhia aérea e para o Ministério Público do Trabalho (MPT).

Para a direção do SNA, o dia 29 de agosto é um marco na história da categoria aeroviária que se conscientizou, enfrentou os temores que o agravamento da crise econômica da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) provocou e recusou a proposta de ACT) feita pela Gol.

A votação, que exigiu dados dos profissionais como CPF e número de matrícula na companhia aérea para evitar fraudes, contou com 60,9% de respostas pela não aceitação da proposta da Gol, que diminuía drasticamente direitos e não dava nenhuma garantia de emprego.

A direção do SNA pede que a categoria siga se informando nos canais disponibilizadas pelo sindicato para saber quais serão os próximos passos da entidade em relação à garantia de prevalência da escolha dos profissionais, que disseram não à Gol:

Canal do Youtube Imprensa SNA
Instagram @snaeroviarios
Facebook Sindicato Nacional dos Aeroviário

Com informações da Ag. Amora