• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Puxado pelos EUA, Brasil e Índia, mundo bate recorde de casos de coronavírus em 24h

No Brasil, o total de infectados pela Covid-19 alcançou 1.864.681 e o número de vidas perdidas passa de 72 mil

Publicado: 13 Julho, 2020 - 11h51

Escrito por: Redação CUT

Getty Imagens
notice

Com a alta de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) nos Estados Unidos, Brasil e Índia, o mundo bateu mais um recorde de pessoas infectadas no período de 24 horas, com 230 mil contaminações. No Brasil, o total de infectados alcançou 1.864.681 e o de vidas perdidas passa de 72.100.

No mundo, o total de pessoas contaminadas é de 12.866.958 e o de óbitos 568.003, segundo a Universidade Johns Hopkins. O Brasil é o 2º país com mais mortes e casos de Covid-19, atrás apenas os Estados Unidos, que têm  3,3 milhões de infectados e 135,1 mil mortes registradas desde março.

A África do Sul decidiu impor toque de recolher noturno e suspender a venda de álcool, em meio a avanço do novo coronavírus. O país soma 264.184 casos de Covid-19 e 4.079 mortes.

Na Catalunha (nordeste da Espanha) mais de 200 mil habitantes da cidade de Lérida cumprem confinamento obrigatório.

A Flórida, nos Estados Unidos, enquanto o presidente Donald Trump nega a crise, registra recorde atrás de recordes de contaminações a cada dia. Neste domingo foram 15.229 novos casos de coronavírus, superando a marca da Califórnia, de 11.694, na última quarta-feira.

Brasil

No Brasil, foram 631 óbitos e mais 24.831 novos casos de sábado (11) para domingo (12), segundo Ministério da Saúde. Como já registrado em outros momentos da pandemia, os estados notificam menos casos e óbitos aos finais de semana e eleva os números sempre às terças-feiras, quando mais pessoas estão trabalhando nos laboratório e mais resultados ficam prontos.

Apesar dos números, praias da Zona Sul e calçadões do Rio de Janeiro  registraram muita movimentação, com banhistas, pessoas praticando esportes, sem proteção alguma.

Em São Paulo, No primeiro fim de semana com bares e restaurantes abertos, a capital paulista registrou movimentações, mas nada que se compare às aglomerações vistas no Rio de Janeiro na semana passada.

É importante lembra que São Paulo lidera os números brasileiros infectados pela Covid-19, com 371.997 casos e 17.848 mortes, mas aqui o confinamento foi maior, se manteve em 48% mesmo após o governador João Doria começar a reabrir a economia.

Se fosse um país, o estado de São Paulo ficaria em quinto lugar entre os mais atingidos pelo vírus, atrás somente dos Estados Unidos, do próprio Brasil, da Índia e da Rússia (726.036).

O Rio de Janeiro é o segundo estado mais afetado pela pandemia, com 11.415 mortes e 129.684 casos confirmados.

No entanto, o Ceará ultrapassou na última semana o estado fluminense no acumulado de casos e, atualmente está com 136.785 confirmações e 6.868 óbitos. 

Em Minas Gerais, hospital de campanha do governo começa a funcionar, parcialmente, nesta segunda-feira (13), dois dias depois que a doença atingiu o pico no estado, segundo a  Secretaria de Estado de Saúde. O estado registra 76.822 casos de Covid-19 e 1.615 pacientes morreram por causa da doença no estado. 

Os estados que apresentam alta no número de mortes em ocorrência da doença são: PR, RS, SC, MG, DF, GO, MS, MT, TO e PB. No início, todos esses estrados registraram poucos casos e mortes.

Já ES, SP, AM, RO, RR, AL, BA, CE, MA, PE, PI e SE apresentam instabilidades. Cinco estados estão em queda: RJ, AC, AP, PA e RN. Os cinco em queda são justamente os que registraram mais casos e mortes pela doença logo no inicio da pandemia.

Estados

Os estados com mais mortes são: São Paulo (17.848), Rio de Janeiro (11.415), Ceará (6.868), Pernambuco (5.595) e Pará (5.289). As unidades da Federação com menos óbitos pela pandemia são Mato Grosso do Sul (161), Tocantins (255), Roraima (396), Acre (426) e Santa Catarina (497).

São Paulo também lidera entre os estados com maior número de casos confirmados, com 371.997, seguido por Ceará (136.785), Rio de Janeiro (129.684), Pará (125.714) e Bahia (105.763). As unidades da Federação com menos pessoas infectadas registradas são Mato Grosso do Sul (13.197), Tocantins (15.132), Acre (16.190), Roraima (22.225) e Rondônia (26.728).