• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Programa especial em defesa do serviço público

#DigaNãoÀReformaAdministrativa, valorize o servidor e o serviço público que trabalha para garantir seus direitos , saúde e educação de qualidade

Publicado: 08 Abril, 2021 - 15h30 | Última modificação: 09 Abril, 2021 - 17h34

Escrito por: Redação CUT

Defender e debater a importância do serviço público no Brasil. Este é o objetivo do programa especial que a TVT exibe nesta sexta-feira (9), das 16h às 17h30, que contará com a presença de sindicalistas, parlamentares, e profissionais das áreas da saúde e educação.

O programa em defesa do serviço público tem como gancho a campanha publicitária da CUT e de entidades filiadas, que levam uma mensagem clara para a sociedade: se a reforma Administrativa for aprovada, seus direitos à saúde, educação, benefícios como aposentadoria e auxílio-doença, entre outros, correm risco de serem perdidos.

Com quatro blocos, o programa especial da TVT debaterá o tema de forma virtual por causa da pandemia do novo coronavírus. No primeiro bloco, o secretário de Comunicação da CUT Nacional, Roni Barbosa, fala porque as entidades decidiram investir em uma campanha publicitária para defender o serviço público, que garante direitos fundamentais a milhões de brasileiros e brasileiras.

Além da CUT, investiram na campanha, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef/Fenadsef), a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS), a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam) e a Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico (Proifes).

No segundo bloco, o tema será ‘a defesa do serviço público no contexto atual’ e os convidados que participarão ao vivo serão Heleno Araújo, presidente da CNTE, e o deputado federal e membro da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, Rogério Correia (PT-MG). O presidente da CUT, Sérgio Nobre, e o presidente do Proifes, Nilton Brandão, participarão por meio de vídeos pré-gravados.

O terceiro bloco vai discutir o tema ‘o Serviço Público em defesa da vida’  e os convidados ao vivo serão Sandro Cezar, presidente da CNTSS, e Sérgio Machado Rezende, físico e ex-ministro de Ciência e Tecnologia no governo Lula e que atualmente coordena o combate à covid-19 no Consórcio Nordeste. Neste bloco serão exibidos vídeos da enfermeira Juliana Mitelbach, que conta sua experiência na linha de frente de combate a pandemia e do ator Antônio Pitanga, que deu um belo depoimento sobre a importância, nas nossas vidas, dos servidores e servidoras públicas.

O tema do quarto bloco é ‘serviços essenciais, servidores especiais’ e terá entre os debatedores Sérgio Ronaldo da Silva, secretário-geral da Condsef/Fenadsef, e Leonel Radde, do PT/RS, conhecido como vereador antifascista, que além de extensa carreira acadêmica, é policial civil licenciado para exercer o mandato. A participação especial deste bloco será do professor Ariovaldo Camargo, secretário de Administração e Finanças da CUT Nacional e de Denise Motta Dau, Secretária sub-regional da Internacional dos Serviços Públicos (ISP) para o Brasil.

O quinto e último bloco vai discutir o tema ‘verdades e mentiras sobre o serviço público’ e os debatedores serão Vilani Oliveira, presidente da Confetam, e Juliane Furno, doutora em economia, economista chefe do IREE - Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa e youtuber. Este bloco também contará com a participação do presidente da Fenasepe, Renilson Oliveira.

Leia mais: Campanha em defesa do serviço público já está no ar. Confira o vídeo 

Como participar da Campanha

Há duas maneiras de participar da campanha em defesa do serviço público. A primeira é ajudando a divulgar, compartilhando os materiais em suas redes sociais. Além do vídeo e de um spot, a campanha tem vários cards que podem ser publicados nas redes sociais.

A segunda, e ainda mais importante, é pressionando o Congresso Nacional para que rejeite a Reforma Administrativa. Para isso, a CUT disponibiliza a plataforma NaPressão.  Nela todos podem pressionar parlamentares de maneira fácil e direta, por meio do WhatsApp, Facebook, Twitter ou e-mail, clique aqui e saiba mais.

Não deixem vender o Brasil

A campanha da CUT e entidades filiadas é também contra os planos de Bolsonaro e Paulo Guedes, ministro da Economia, de privatizar serviços que o país tem obrigação de prestar à população em áreas como saúde e educação, e, ainda contra a venda das estatais, assunto tratado na primeira fase da campanha, cujo mote foi ‘não deixem vender o Brasil’. 

Empresas públicas são essenciais para o país sair da crise econômica e contribuir no esforço para recuperação do desenvolvimento nacional, comprova estudo do Dieese. E isso o povo precisa saber.