• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Professores gaúchos aprovam greve contra atrasos de salário

Mobilização de 24 horas contra os atrasos no pagamento será nesta quinta-feira (4) em frente ao Palácio Piratini

Publicado: 01 Outubro, 2018 - 11h29 | Última modificação: 01 Outubro, 2018 - 12h01

Escrito por: Redação CUT

Reprodução/TVT
notice

Os professores da rede estadual do Rio Grande do Sul vão paralisar as atividades por 24 horas nesta quinta-feira (4) em protesto contra os atrasos nos pagamentos dos salários. A decisão foi tomada em assembleia realizada na sexta (28).

Os servidores denunciam os ataques do governador José Ivo Sartori (MDB) à categoria. Há mais de dois anos, o governador vem parcelando o pagamento de salários e apenas 23% dos professores tem recebido.

Mais de 1.200 escolas do interior do estado foram visitadas pelos sindicalistas que acusam o governador, que concorre à reeleição de apelar à Justiça para recolher material de protesto para tentar barrar a mobilização dos professores.

"A educação pública pede socorro e essa é a hora, essa é a reta final para a gente fazer a diferença e reverter essa situação nas urnas", afirma o professor de Português Vinícius Soares em entrevista ao repórter Guilherme Oliveira, do Seu Jornal, da TVT. O ato será realizado em frente ao Palácio Piratini, na capital gaúcha.

Assista a entrevista:

 

carregando
carregando