• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Prefeito de Goiânia, Maguito Vilela, morre em função da Covid 19

Maguito Vilela passou mais de 80 dias internado após contrair Covid-19 e não resistiu. Rogério Cruz (Republicanos) vai assumir administração da capital goiana

Publicado: 13 Janeiro, 2021 - 10h23 | Última modificação: 13 Janeiro, 2021 - 16h44

Escrito por: CUT- GO

Luis Macedo/ Agência Câmara
notice
Maguito Vilela em foto de 1993

O prefeito licenciado de Goiânia (GO), Maguito Vilela (MDB), 71 anos, morreu nesta quarta-feira (13), em decorrência de complicações da Covid 19. Foram mais de 80 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP).

Em sua trajetória política Maguito foi vereador, deputado estadual e federal e vice-governador. Também foi governador de Goiás entre 1995 e 1998. Ao deixar o cargo disputou e se elegeu para o Senado Federal. Antes de ser eleito como  prefeito de Goiânia em 2020, ocupou o mesmo cargo em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, por duas vezes, em 2008 e 2012.

Ainda internado em estado grave com Covid 19, Maguito venceu o segundo turno das eleições municipais no dia 29 de novembro com 52,52% dos votos válidos (277.497), contra 47,4% (250.036) do senador Vanderlan Cardoso (PSD).

Com a morte de Maguito, Goiânia será comandada de forma definitiva por seu vice, Rogério Cruz (Republicanos) – que já o substituía desde a posse em 1º de janeiro. Nascido em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, Cruz tem 54 anos, é radialista e pastor licenciado da Igreja Universal.

Goiânia perde o seu prefeito e o País assiste estarrecido coma escalada dos óbitos em virtude da pandemia. Já são mais de 203 mil mortes e quase 10 milhões de pessoas contaminadas. São mortes que poderiam ter sido evitadas, não fosse o descaso e omissão do governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL) , em coordenar um plano nacional de medidas e de vacinação envolvendo estados e municípios no enfrentamento à pandemia de forma efetiva e eficiente.