• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Pilotos rejeitam proposta da Latam de redução permanente de salários

Proposta de acordo foi reprovada por 89,3% dos comandantes e 88,9% dos copilotos. Direção da SNA se reúne com representantes da empresa nesta terça para continuar negociações

Publicado: 28 Julho, 2020 - 10h17 | Última modificação: 28 Julho, 2020 - 10h27

Escrito por: Redação CUT

Jorge Araujo/Fotos Publicas
notice

Em votação online organizada pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), entre os dias 23 e 27 de julho, os pilotos rejeitaram proposta da Latam Airlines Brasil de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que previa redução permanente nos salários.

Entre os comandantes, a rejeição à proposta da Latam foi maior, 89,3% votos contrários e 10,7% a favor. 

Já entre os comissários, 88,6,% votaram contra e 11,4% a favor. Entre os copilotos, o percentual de votos contrários foi um pouco maior (88,9%) e os a favor se mantive estável (11,1%).

O SNA já comunicou o resultado da votação à direção da Latam, e uma reunião com representantes da empresa foi agendada para essa terça-feira (28). A ideia é prosseeguir com as negociações para possíveis novas propostas de acordo.

Também nesta terça, às 20h, o SNA fará uma live em seu canal no YouTube para esclarecer a categoria sobre a continuidade das negociações.

Azul e Gol vão reduzir salários só durante a pandemia

A crise econômica agravada pela pandemia do novo coronavírus, que atingiu gravemente o setor aéreo, levou empresas como Azul e Gol a negociar com o Sindicato Nacional dos Aeronautas redução de jornada e salário pelos próximos 18 meses com estabilidade para os funcionários.

A Latam não quis limitar seu acordo ao período da pandemia e incluiu na mesa de negociações propostas de mudanças permanentes na remuneração de pilotos e comissários, rejeitadas pela categoria.

A mudança permanente proposta pela companhia poderia levar a uma redução de até 60% dos ganhos de pilotos e copilotos, cujo salário médio líquido atualmente gira em torno de R$ 25 mil e R$ 12 mil, respectivamente, afirmou a Folha de S Paulo Ondino Dutra, presidente do SNA. A Latam negou mas não apresentou números.