• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Passaredo atrasa salários e trabalhadores param no Aeroporto de Salvador (BA)

Empresa não pagou nem vale refeição, mas comprou outra companhia aérea. Depois da paralisação, correu para negociar  

Publicado: 29 Agosto, 2019 - 11h58 | Última modificação: 29 Agosto, 2019 - 13h34

Escrito por: Redação CUT

Reprodução/SNA
notice

Trabalhadores e trabalhadoras que atuam no balcão de atendimento da  Passaredo no Aeroporto Internacional de Salvador, na Bahia, pararam as atividades por duas horas na tarde deste quarta-feira (28) para reivindicar o pagamento dos vales refeição e alimentação, 13º salário e férias.

De acordo com o Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA), que organizou o protesto, das 11h às 13h, os aeroviários e aeroviárias estão indignados porque ao mesmo tempo em que a empresa alega não ter condições de pagar seus  direitos, anuncia a compra da MAP Linhas Aéreas.

Para justificar o atraso no pagamento dos trabalhadores, a direção da companhia aérea afirmou a representantes do SNA que passa por uma delicada situação financeira e pediu a compreensão dos aeroviários.

Reflexos da paralisação

Assim que a paralisação começou a prejudicar o atendimento aos clientes, a empresa entrou em contato com os dirigentes sindicais para buscar uma solução. Durante o ato, a gestão da Passaredo do Aeroporto de Guarulhos (SP) chegou a acionar o SindiGru (Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos) e solicitar mediação.

A diretora do SNA de Salvador, Juliete Amorim, no momento dialoga com o setor jurídico e de recursos humanos da Passaredo. Assim que houver uma posição definitiva sobre o pagamento dos salários e benefícios atrasados, a direção do SNA vai acionar a categoria.

Com informações da Agência Amora