• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Parlamentares do PT pedem afastamento imediato de Salles do Meio Ambiente

Notícia-crime com pedido de afastamento foi enviada ao ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes

Publicado: 21 Maio, 2021 - 09h12

Escrito por: Redação RBA

Palácio do Planalto
notice

Notícia-crime protocolada hoje (20) pelos parlamentares do PT pede ao Supremo Tribunal Federal (STF) o imediato afastamento do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A solicitação foi enviada ao ministro do STF Alexandre de Moraes, responsável pela autorização da operação Akuanduba, deflagrada ontem (19) pela Polícia Federal. Salles e mais 22 servidores são alvo da investigação. Há suspeita de corrupção, prevaricação e um grave esquema de facilitação ao contrabando de produtos florestais. Transações financeiras atípicas ligadas ao ministro do governo Jair Bolsonaro somam mais de R$ 14 milhões.

Segundo reportagem do Poder 360, além do afastamento de Salles, os deputados pedem que ele fique proibido de contatar qualquer outro investigado no caso, sob pena de prisão. No pedido, os petistas lembraram denúncias feitas ao Supremo pelo então superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Alexandre Saraiva, exonerado após acionar o STF. O delegado denunciava “inferência do ministro em favor de madeireiros que agem à margem da lei na extração de madeira na Amazônia e que haviam sido alvo de operações da Polícia Federal”.

Para a bancada petista, a atuação de Salles revela total descolamento das atribuições do cargo que exerce. “Não há nenhum sentido um ministro do Meio Ambiente ser conivente com crimes ambientais e ainda por cima viabilizar meios para que aconteçam. É um total disparate para o Brasil, ser um dos maiores detentores da biodiversidade do planeta e permitir ter em seu comando um agente, categoricamente assumido como contrário a todo tipo de preservação ambiental”.