• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Onze estados registram alta na média móvel de mortes por Covid-19

País se aproxima das 170 mortes e já tem mais de 6 milhões de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. Estados como SP e SC registram novo surto com mais casos, mortes e leitos de UTI ocupados

Publicado: 24 Novembro, 2020 - 11h48

Escrito por: Redação CUT

Rovena Rosa/Agência Brasil
notice

Com novo surto do novo coronavírus em estados como São Paulo e Santa Catarina, e onze estados registrando alta na média móvel de mortes, a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) segue o curso de alta que havia diminuído durante algumas semanas no Brasil.

Até às 8h da manhã desta terça-feira (24), o país registrava 169.541 vidas perdidas para a Covid-19, segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde. O total de casos ultrapassou a marca de seis milhões e já são 6.088.031 os casos confirmados da doença.

Em São Paulo, estado mais afetado pela pandemia desde março, com 39.311 mortes e 1.177.147 casos, as internações por Covid-19 voltaram a crescer na última semana. Segundo dados oficiais da Secretaria da Saúde, o aumento nas internações foi de 17% entre os dias 15 e 21 de novembro – na semana anterior, de 8 a 14, já havia aumentado 18%.

No domingo (22), a média móvel de novas internações por Covid-19 em SP chegou a 1.205 hospitalizações por dia. O número é o maior desde o dia 10 de outubro. No início de novembro, a média estava em queda e chegou a ser de 857 internações ao dia. Os dados levam em conta os hospitais públicos e privados.

Na Grande São Paulo, a média móvel atual é a maior desde o dia 6 de setembro: são 727 internações de pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19 por dia na região metropolitana, segundo dados do governo estadual.

De acordo com boletim do município de São Paulo, esta segunda-feira (23) teve o maior percentual de ocupação de leitos por Covid-19 no mês: 49% nos hospitais municipais e 74% nos contratados.

Em Santa Catarina, que no início da pandemia registrou menos casos, o governo flexibilizou as medidas de isolamento para conter a expansão do vírus e o número de casos explodiu e baixou um pouco, o número de casos também voltou a crescer este mês.

O estado, que tem atualmente 327.961 casos confirmados de Covid-19 e 3.494 óbitos - taxa de letalidade em 1,07% -, registrou entre 15 e 21 de novembro pelo menos 129 mortes por Covid-19, média de 1 morte a cada 1h18min. É o total mais alto por semana desde a primeira quinzena de setembro, quando o Estado apresentava queda gradativa de mortes, após ter alcançado o pico, entre 26 de julho e 1º de agosto.

A taxa de ocupação de leitos de UTI da rede pública de Santa Catarina chegou a 81,14% nesta segunda-feira (23) – o mais alto desde o inicio da pandemia, segundo o boletim do governo do estado.

O estado tem 1.416 leitos ativos, dos quais 1.149 estão ocupados, sendo 479 deles por pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19.

Situação no país

Onze estados registraram alta na média móvel de mortes nos últimos sete dias: RS (+79%), SC (+58%), MG (+80%), ES (+55%), RJ (+186%), SP (+98%), GO (+142%), MS (+21%), AM (+27%), RR (+500%), CE (+39%).

Seis estados apresentam quadro de estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente: PA (+6%), RO (-14%), BA (+5%), MA (+5%), PB (-4%) e PI (+11%)

Outros dez estados mais o Distrito Federal apresentam queda: PR (-37%), DF (-16%), MT (-24%), AC (-33%), AP (-20%), TO (-27%), AL (-18%), PE (-27%), RN (-29%) e SE (-17%).

Com informações de agências de notícias.