• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Novo filme sobre Lula estreia em festival em Los Angeles

Documentário “Lula Lá: De Fora para Dentro”, sobre injustiças e vitórias, será exibido nesta terça no festival Marina Del Rey. Estreia nos cinema será em 2022

Publicado: 20 Julho, 2021 - 16h47

Escrito por: Redação RBA

Reprodução
notice

O documentário Lula Lá: De Fora para Dentro (Citizen Lula), da cineasta e jornalista Mariana Vitarelli, será exibido nesta terça-feira (20) no festival Marina Del Rey, em Los Angeles, Estados Unidos. O longa-metragem, com imagens de arquivo e entrevistas realizadas ao longo de 16 anos, tem previsão de estreia nos cinemas brasileiros no primeiro semestre de 2022. Entretanto, já percorre o circuito dos festivais desde o ano passado e leva ao mundo a visão de Mariana sobre eventos históricos marcantes da história brasileira. Segundo a realizadora, o novo filme sobre o ex-presidente tem um ponto de vista diferente do usual.

“Aprofunda a análise sobre o porquê da desconstrução da imagem do Lula e explica a fraude dos processos contra o ex-presidente. Uma tese construída através da visão de diversos entrevistados na época, e que acaba sendo confirmada pela justiça e hoje torna Lula elegível“, afirma.

O recorte temporal escolhido pela jornalista vai desde a eleição de 2002, que sagrou a primeira vitória de Lula, até sua prisão, em dia 7 de abril de 2018. Estão presentes no documentário entrevistas exclusivas com o ex-presidente, Dilma Rousseff, Leonardo Boff, Benedita da Silva, Chico César, Jean Wyllys, Eduardo Suplicy, Oscar Niemeyer, Otto, Jessé Souza e Celso Amorim, entre outros nomes que integram a narrativa.

Passado e futuro

A ex-presidenta Dilma comenta os fatos que levaram Lula à prisão. As manobras jurídicas desmontadas com o tempo incluem desde o impeachment de Dilma até a eleição de Jair Bolsonaro. “Foi como uma espécie de vírus que se transformo. De uma gravíssima doença para uma ameaça ao presente. Não podemos nos dar ao luxo de perder o futuro”, diz Dilma.

Lula também faz uma avaliação sobre todo o processo. “Todos nós ganhamos e perdemos na história. Todos nós seremos julgados pela história. Eles também serão julgados. Vamos ver o que vai acontecer daqui a algum tempo”, afirma.