• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

No Mato Grosso do Sul, 90% das escolas do estado fecharam no Dia do Basta

Mais de dez mil pessoas participaram do ato realizado na Capital que reuniu diversas categorias profissionais

Publicado: 10 Agosto, 2018 - 14h51

Escrito por: Redação CUT

CUT-MS
notice

Mais de 90% das escolas estaduais e municipais do Mato Grosso do Sul (MS) ficaram fechadas nesta sexta-feira (10), Dia do Basta. Junto com outras categorias profissionais, os educadores fizeram uma passeata pelas ruas de Campo Grande para dizer basta de desemprego, de retirada de direitos, de arrocho salarial, entre outros retrocessos dos governos do ilegítimo e golpista Michel Temer (MDB-SP) e do tucano Reinaldo Azambuja Silva, governador do MS.

No ato, que pedia a retomada de direitos trabalhistas, participaram, também, trabalhadores e trabalhadoras da construção civil, que por duas horas paralisaram as atividades na capital.

CUT-MSCUT-MS

Ainda pela manhã, foram fechadas agências bancárias do centro da cidade e funcionários dos Correios também paralisaram alguns setores da empresa.

A manifestação que começou às 8h com concentração na Praça do Rádio também teve apoio de servidores municipais e estaduais, de caravanas de outras cidades do estado e da população em geral.

“Percebi um apoio maior da população em relação a outras manifestações. O povo está cansado de tanto desmando desse governo golpista e ilegítimo e também está dando um basta a tudo o que vem ocorrendo”, disse o presidente da CUT/MS, Genilson Duarte.

Em Dourados e Corumbá, cidades importantes economicamente para o estado também realizaram manifestação com a adesão de milhares de pessoas.

Outras cidades do estado, que embora tenham enviado representantes para a manifestação na capital, também fizeram atos locais.

carregando