• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

No Amapá, o servidor público Errolflynn de Souza é eleito presidente da CUT

A nova direção eleita no 12º CECUT contempla os principais segmentos e ramos de atividade da classe trabalhadora

Publicado: 04 Dezembro, 2019 - 16h03 | Última modificação: 04 Dezembro, 2019 - 17h04

Escrito por: Walber Pinto, com informações da CUT AP

Reprodução
notice

O servidor público Errolflynn de Souza Paixão foi eleito, por unanimidade, presidente da CUT Amapá no 12º Congresso Estadual (CECUT/AP). Ele assume o posto que foi de Geovane Grangeiro, que passa a ocupar o cargo de   secretário de Administração e Finanças.

A nova direção contempla os principais segmentos e ramos de atividade da classe trabalhadora. A vice-presidência da entidade ficará com Ivaneia de Souza Alves, do ramo da Educação. Foram indicados ainda mais 18 nomes para compor a direção estadual da Central.

Durante os dois dias de Congresso, realizado de 27 a 28 de novembro, na sede campestre do Sindicato dos Servidores Públicos Federais Civis do Estado do Amapá (Sindsep/AP), no distrito de Fazendinha, em Macapá, delegados e delegadas debateram temas relacionados à conjuntura econômica, política, social e ambiental, em especial os retrocessos propostos pelo governo de Jair Bolsonaro. Além disso, deliberaram sobre o conteúdo do plano de lutas para o próximo período.

“Hoje estamos dando um passo importante na unidade e na luta em defesa da classe trabalhadora no Amapá. A chapa de consenso é a verdadeira demonstração dessa unidade, tenho certeza que essa vitória é o reconhecimento do grande esforço que fizemos para nos mantermos juntos. A a luta não pode parar”, afirmou o presidente eleito Errolflynn Paixão em seu primeiro discurso.

Anos de luta e mobilização

Geovane Grangeiro lembrou que seu mandato de quatro anos foi de intensas lutas e mobilizações contra o golpe de estado que culminou no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), as reformas do golpistas de Michel Temer (MDB) que foram aprofundadas com Bolsonaro.

“Tivemos que mostrar para o povo o projeto fascista que Jair Bolsonaro representa. Agora, nós estamos entrando em outro momento de luta que é a defesa dos direitos da classe trabalhadora que correm sérios riscos”.

Na abertura do 14º CECUT-AP, o secretário de Administração e Finanças da CUT Nacional, Ariovaldo de Camargo, o Ari, como é chamado no movimento sindical, falou do momento difícil que o país atravessa com Jair Bolsonaro. Ele fez uma análise ainda dos ataques aos direitos da classe trabalhadora e sobre a conjuntura internacional.

Os debates no 12º CECUT-AP trataram também da concentração de riquezas e o aumento da desigualdade no Brasil, das queimadas na Amazônia e da  ameaça à democracia.

Participaram ainda do evento os professores Charles Chelala e Eliane Martins da Universidade Federal do Amapá e a ativista do levante Popular da Juventude, Marta Gomes.

Confira a direção eleita para a gestão 2019-2023:

Presidente

Errolflynn de Souza Paixão

Vice -presidente

Ivaneia de Souza Alves

Secretária-Geral

Katia Cilene de Mendonça

Secretário de Administração e Finanças

Geovane Grangeiro da Silva

Secretária de Comunicação

Maria Neuziana Tavares Castro Uchoa

Secretária de Formação

Altair Furtado Correa de Moraes

Secretário de Organização e Política Sindical

Samuel Bastos Macedo

Secretária da Mulher Trabalhadora

Angela Maria de Matos Figueiredo

Secretário de Relações do Trabalho

Edson de Azevedo dos Anjos Gomes

Secretário de Políticas Sociais e Direitos Humanos

Afonso de Souza Rodrigues

Secretária de Juventude

Samila Favilla Moraes

Secretária de Combate ao Racismo

Célia Cristina Sousa Mineiro

Secretário de Saúde do Trabalhador

Franco de Sá Aiezza

Secretário de Meio Ambiente

José Marcio Ferreira Barata

Secretária de Mobilizações e Movimentos Sociais

Noenes de Souza Pereira

Secretário de Cultura

Adenildo Lopes da Cruz

Secretária de Assuntos Jurídicos

Ilma de Jesus Santos

Secretário-Executivo

Hedoelson Silva Uchoa

 

Diretoria Estadual

Ivanildo Rodrigues Fonseca

Rommel Carvalho de Brito

Selma Leila Silva Uchoa

Adriano e Silva Pinheiro

Ubiraelson Amaral de Araújo

Almerindo Leite Farias Filho

Antonio Edino Silva Oliveira

Maria Regina Sandim Nery

Maria Nilza Amaral de Araújo

Marco Antonio de Lima Nunes

Jorge Moraes Penha

Osena Maria Sales Sfair

Elizabete do Rosario Monteiro

Maria do Socorro Picanço

Clara Maria Silva dos Passos

Jorcilandia Lima Costa

Dulcicleia Ferreira Pantoja

Charles Ricardo Reis