• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Nesta terça, Caixa libera saque do auxílio de R$ 600 para quem nasceu em setembro

Confira calendário de saques da 2ª parcela do auxílio de R$ 600. Nesta quarta, 10, poderão sacar ou transferir quem nasceu em outubro. Os nascidos é novembro só poderão sacar na sexta porque quinta é feriado

Publicado: 09 Junho, 2020 - 10h47

Escrito por: Redação CUT

Agência Brasil
notice

A Caixa libera nesta terça-feira (9), os saques ou transferências da 2ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1.200 para mães solteiras chefes de família) para trabalhadores e trabalhadoras informais que nasceram em setembro. Nesta quarta (10), poderão sacar os nascidos em outubro. Já os nascidos em novembro, só poderão sacar no dia 12, sexta-feira, já que quinta-feira (11) é feriado de Corpus Christi.

Os trabalhadores não são obrigados a sacar no dia da liberação. O dinheiro continuará a sua disponível.

Veja o calendário:

30/5: nascidos em janeiro

1º/6: nascidos em fevereiro

2/6: nascidos em março

3/6: nascidos em abril

4/6: nascidos em maio

5/6: nascidos em junho

6/6: nascidos em julho

8/6: nascidos em agosto

9/6: nascidos em setembro

10/6: nascidos em outubro

12/6: nascidos em novembro

13/6: nascidos em dezembro

Têm direito ao saque ou transferência, 50,5 milhões de informais, autônomos, microempreendedores individuais e desempregados de baixa renda que receberam a 1º parcela do auxílio emergencial até 30 de abril. Este foi o primeiro grupo a ter o cadastro para receber o benefício aprovado pela Dataprev.

Auxílio emergencial

No total, cerca de 60 milhões de trabalhadores e trabalhadoras já tiveram os cadastros aprovados e podem receber as três parcelas do auxílio emergencial.

O benefício foi aprovado pelo Congresso Nacional, em março, para ajudar os trabalhadores sem carteira assinada e os desempregados mais pobres durante a pandemia do novo coronavírus, que impôs restrições de circulação para conter a propagação do vírus e agravou a crise econômica deixando milhões de pessoas sem renda alguma.

Os 50,5 milhões que já receberam duas parcelas fazem parte do primeiro grupo cujos cadastros foram aprovados pela Dataprev. Outros 8,5 milhões cujos cadastros demoraram mais a ser aprovados pela estatal, receberam a primeira parcela em maio. Este segundo grupo recebeu o benefício nas contas informadas e pode sacar ou transferir a primeira parcela assim que o dinheiro foi depositado.

Os beneficiários do programa Bolsa Família também puderam sacar a segunda parcela tão logo o depósito foi feito.

Bloqueio

Até o dia 26 de maio, a Caixa depositou a segunda parcela para o primeiro grupo de trabalhadores que haviam recebido a primeira parcela em abril. Mas, o dinheiro foi depositado em poupanças sociais digitais que o banco público abriu para todos os trabalhadores, mesmo os que informaram ter contas em outros bancos e que receberam a primeira parcela nessas contas.

Os saques e  transferências foram bloqueados até o dia 30 de maio, segundo a Caixa, para evitar uma corridas as agência, que poderia provocar aglomerações e, assim, o risco de disseminação do novo coronavírus. Mas, fala-se também em falta de moeda. Enquanto os saques não podem ser feitos, os trabalhadores podem pagar contas por meio de cartões virtuais de débito.

 

Novos pedidos

Até sexta-feira (5), ainda havia 10,2 milhões de pedidos de auxílio emergencial sendo analisados pela Dataprev. Não há previsão de quando essas pessoas irão receber o benefício.

 Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.