• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Nascidos em agosto do novo grupo de cadastros aprovados recebem auxílio nesta 2ª

Caixa continua pagando a primeira parcela dos 8,3 milhões de trabalhadores que tiveram o cadastro aprovado há duas semanas. Pagamento vai até sexta, de acordo com data do nascimento

Publicado: 25 Maio, 2020 - 10h45

Escrito por: Redação CUT

Dolphin di Luna
notice

A Caixa iniciou na última terça-feira (19) o pagamento da primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1.200 para mães, chefe de família) para os 8,3 milhões de trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores individuais e desempregados que tiveram o cadastro aprovado há duas semanas pela Dataprev.

Nesta segunda-feira (25) será depositado o benefício dos trabalhadores e trabalhadoras que nasceram em agosto. Amanhã, terça, recebem os nascidos em setembro. Na quarta, recebem os nascidos em outubro, na quinta, os nascidos em novembro e no dia 29, sexta, os nascidos em dezembro.

Veja a tabela:

  • 19/5: nascidos em janeiro
  • 20/5: nascidos em fevereiro
  • 21/5: nascidos em março
  • 22/5: nascidos em abril
  • 23/5: nascidos em maio, junho e julho
  • 25/5: nascidos em agosto
  • 26/5: nascidos em setembro
  • 27/5: nascidos em outubro
  • 28/5: nascidos em novembro
  • 29/5: nascidos em dezembro

Fonte: Caixa Econômica Federal

O dinheiro da primeira parcela para os novos beneficiários pode ser sacado assim que for depositado na conta que o trabalhador informou quando fez o cadastro pedindo o auxílio emergencial.

Quem não tinha conta, não informou o número ou preencheu dados errados vai receber em poupança social digital aberta automaticamente pela Caixa.

A conta digital deve ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem, criado para facilitart o acesso a serviços sociais e a diversas transações bancárias. O app está disponivel para download nas lojas Android e iOS, da Apple.

No Caixa Tem é possível acessar informações sobre o Auxílio Emergencial, benefícios e programas sociais, além de informações ao trabalhador como FGTS, Abono Salarial do PIS e Seguro-Desemprego. Mesmo quem tem conta na Caixa  pode consultar saldo e extrato, fazer pagamentos e transferências limitadas.