• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Municipais representam 43,59% dos inscritos no Encontro Nacional do Setor Público

Dos 1.950 inscritos para o encontro virtual que debaterá como derrotar a Reforma Administrativa, 850 são servidores públicos municipais

Publicado: 29 Julho, 2021 - 09h41 | Última modificação: 29 Julho, 2021 - 09h46

Escrito por: Déborah Lima , da Confetam

Reprodução
notice

Quase 2 mil pessoas já se inscreveram para o Encontro Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Setor Público. Convocado pela CUT e demais centrais sindicais para esta quinta (29) e sexta-feira (30), o encontro virtual formulará uma estratégia conjunta de servidores municipais, estaduais e federais de todo o Brasil para barrar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 32, da reforma Administrativa. Entre os principais temas, os participantes discutirão a deflagração de uma greve geral dos trabalhadores das três esferas de governo para derrotar a PEC 32 na Câmara dos Deputados.

Dos 1.950 inscritos no Encontro Nacional dos Trabalhadores do Setor Público, 850 são servidores municipais, o que representa 43,59% do total de participantes. Até a tarde desta quarta-feira (28), as delegações virtuais de servidores estaduais (26,31%) e federais (26,31%) apareciam empatadas, com 513 trabalhadores cada. 74 participantes (3,79%) de outros segmentos também se inscreveram. 

25 estados e DF presentes

Ao todo, estarão representados o Distrito Federal e 25 estados (AC, AL, AP, AM, BA, CE, ES, GO, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, RS, RO, RR, SC, SP e SE). Apenas Tocantins não inscreveu participantes até o momento. Com 327 delegados (16,77%), o estado de São Paulo é o campeão de inscrições, seguido do Rio Grande do Sul, com 223 participantes (11,43%), e o Ceará, com 206 inscritos (10,56%). Juntas, as delegações dos três estados somam 38,77% do total de participantes.

O Encontro Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Setor Público Municipal, Estadual e Federal será aberto às 19 horas desta quinta-feira (29). A atividade prossegue às 9 horas de sexta-feira (30) com a realização da plenária de organização do Plano Nacional de Mobilização contra a PEC 32. O lançamento do Plano está marcado para às 17 horas.

Passeata em Brasília no dia 3

Além do encontro, também integram a agenda de luta contra a Reforma Administrativa uma passeata em Brasília, no dia 3 de agosto, para recepcionar os deputados federais e senadores que retornam ao Congresso Nacional após o recesso parlamentar do mês de julho. 

“Nós, municipais, estaremos presentes em grande quantidade nesse encontro para levarmos a realidade dos municípios e tirarmos coletivamente ações conjuntas capazes de barrar a Reforma Administrativa, como o ato nacional do dia 3 de agosto na Esplanada dos Ministérios”, reforça a presidenta da Confetam/CUT, Jucélia Vargas. 

Serviço

Encontro Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Setor Público

De 29 a 30 de julho de 2021

Inscrições até às 12 horas desta quinta-feira (29) no site www.contrapec32.com.br

Programa

29 de julho: 19h – Live

30 de julho: Via Zoom

9h – Abertura

10h – Grupos de trabalho

12h30 – Almoço

16h – Apresentação do relatório de sistematização dos GTs

17h – Live de lançamento do Manifesto

Agenda para derrotar a Reforma Administrativa

3 de agosto: Manifestação em Brasília

8h: Recepção na Esplanada

12h: Concentração no Pátio do Museu Nacional

14h: Passeata

18 de agosto: Indicativo de greve geral dos servidores municipais, estaduais e federais  

Tamanho das delegações virtuais

Servidores municipais - 850 (43,59%)

Servidores estaduais - 513 (26,31%)

Servidores federais - 513 (26,31%)

Outros inscritos - 74 (3,79%)

Total de participantes: 1.950

Delegações virtuais por estado:

Acre (AC): 01 (0,051%)

Alagoas (AL): 30 (1,54%)

Amapá (AP): 08 (0,41%)

Amazonas (AM): 08 (0,41%)

Bahia (BA): 100 (5,13%)

Ceará (CE): 206 (10,56%)

Distrito Federal (DF): 70 (3,59%)

Espírito Santo (ES): 13 (0,67%)

Goiás (GO): 33 (1,69%)

Maranhão (MA): 36 (1,85%)

Mato Grosso (MT): 37 (1,90%)

Mato Grosso do Sul (MS): 13 (0,67%)

Minas Gerais (MG): 156 (8%)

Pará (PA): 43 (2,2%)

Paraíba (PB): 36 (1,85%)

Paraná (PR): 97 (4,97%)

Pernambuco (PE): 124 (6,36%)

Piauí (PI): 24 (1,23%)

Rio de Janeiro (RJ): 126 (6,46%)

Rio Grande do Norte (RN): 47 (2,41%)

Rio Grande do Sul (RS): 223 (11,43%)

Rondônia (RO): 10 (0,51%)

Roraima (RR): 05 (0,26%)

Santa Catarina (SC): 168 (8,61%)

São Paulo (SP): 327 (16,77%)

Sergipe (SE): 09 (0,46%)

Tocantins (TO): 00 (0%)