• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Metalúrgicos do ABC param 98% das fábricas contra reforma da Previdência

#GREVEGERAL Mais de 65 mil trabalhadores e trabalhadoras das fábricas da Região do ABC paulista pararam nesta sexta montadoras como Volks e Mercedes e o setor de auto peças

Publicado: 14 Junho, 2019 - 12h58

Escrito por: Alexandre Linares, especial para o Portal CUT

Adonis Guerra/SMABC
notice
Vagner Freitas, Sérgio Nobre, Wagner Santana, Luiz Marinho e trabalhadores da Volks

Desde a madrugada desta sexta-feira (14), dia da greve geral contra a reforma da Previdência do governo de Jair Bolsonaro (PSL), por mais empregos e contra os cortes na educação, dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (SMABC) e trabalhadores das fábricas da região se concentravam nos portões das empresas em manifestações contra o fim da aposentadoria. Mais de 65 mil trabalhadores e trabalhadoras aderiram à paralisação.

No início da manhã, o presidente da CUT, Vagner Freitas, e o Secretário-Geral, Sérgio Nobre, se uniram aos metalúrgicos e ao presidente do SMABC, Wagner Santana, o Wagnão, em manifestação no pátio da Volks, em São Bernardo do Campo. O ex-presidente da CUT, Luiz Marinho, que também foi ministro do Trabalho e da Previdência, além de prefeito de São Bernardo, também participou do ato.  

 

Mobilização nas fábricas

Volkswagen – Wagnão amanheceu na porta da Volkswagen para garantir que a fábrica ficasse parada.

Nem precisou, porque os trabalhadores nem vieram! É a manifestação dos trabalhadores pelos seus direitos!
- Wagnão

Também na portaria da Volks o diretor executivo do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wellington Messias Damasceno, ressaltou que os trabalhadores entenderam a importância dessa greve. “Os trabalhadores estão firmes nessa luta contra uma reforma que só tira direitos!.”

 

Mercedez-Bens – Em uma das maiores fábricas do ABC a paralisação foi total. Max Pinho membro do Comitê Sindical de Empresa na Mercedes contou que a adesão foi total. “Hoje deveria ter 11 mil trabalhadores e prestadores na montadora, não veio ninguém!".

Adonis Guerra/SMABCAdonis Guerra/SMABC
Mercedes com produção parada neste sexta (14)

Metaltork –  Em Diadema, paralisação trabalhadores com a presença dos Sindicato cruzaram os braços e fábrica parou por completo.

Adonis Guerra/SMABCAdonis Guerra/SMABC
Presidente do SMABC, Wagner Santana, o Wagnão, na Metaltork em Diadema.

Proxyon! – Sindicato marcou presença com trabalhadores da metalúrgica que parou produção em defesa contra a reforma da Previdência e por mais empregos.

Adonis Guerra/SMABCAdonis Guerra/SMABC
Proxyon parada 

 

Kostal – Adesão total dos trabalhadores da fábrica na paralisação em defesa das aposentadorias.

Adonis Guerra/SMABCAdonis Guerra/SMABC
Sindicato presente a fábrica Kostal em São Bernardo do Campo