• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Justiça autoriza Lula a ir ao velório do neto. Ex-presidente viaja ainda hoje

Ele será transportado ainda nesta sexta-feira de Curitiba para a região do ABC. Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, morreu vítima de meningite meningocócica

Publicado: 01 Março, 2019 - 17h36 | Última modificação: 01 Março, 2019 - 17h51

Escrito por: Redação RBA

reprodução
notice

A Justiça Federal do Paraná acaba de autorizar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a comparecer ao velório e enterro de seu neto Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, vítima de meningite meningocócica. Arthur era filho de Sandro Luis Lula da Silva, um dos três filhos do ex-presidente com Marisa Letícia, e de Marlene Araújo Lula da Silva. Ele foi internado no Hospital Bartira, em Santo André, na região do ABC, nesta sexta-feira (1º) de manhã, e morreu por volta do meio-dia. 

O ex-presidente Lula seguirá para São Paulo em avião do governo do Paraná. A aeronave foi liberada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), atendendo a pedido da superintendência da Polícia Federal no Paraná. O apoio para o deslocamento permitirá que o ex-presidente participe do velório do neto. 

No pedido para que Lula vá ao velório e enterro no neto foi feito com base na Lei de Execução Penal, que prevê a saída de para velórios e enterros de familiares. Os advogados do ex-presidente se comprometeram a não informar o trajeto a ser realizado.

A forte ligação de Lula com a família tem desencadeado uma onda de manifestações de tristeza e solidariedade. A negativa para que o ex-presidente acompanhasse o velório do irmão Vavá, em 30 de janeiro, causou apreensão ante o risco de seu direito a velar um ente familiar ser novamente negado. Desta vez, a liberação ocorreu de maneira mais rápida.

 

Ricardo StuckertRicardo Stuckert

 

Recordação 

Mais cedo, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), lembrou das horas que antecederam a prisão de Lula no dia 7 de abril de 2018, quando o ex-presidente estava cercado por seus familiares, incluindo o neto Arthur. 

"Lembrei-me hoje do dia em que o ex-presidente Lula foi se apresentar à Justiça. Acompanhei juntamente com outros, em São Bernardo do Campo, um pedido de bênçãos de Deus depois de muitas agendas. E seus últimos minutos antes da apresentação, foram com a família: filhos e filha, noras e genro, irmãos – e lá estava o Vavá, que nos deixou recentemente – e seus netos e netas. 

Presenciei ali dois momentos duros, além da hora da despedida: a lembrança da dona Marisa... muitas lágrimas. E o Arthur, seu neto, estava no seu colo. E num dado momento quando Lula disse que precisava ir, o neto perguntou: "Vovô, domingo o senhor está de volta? Vai lá em casa brincar comigo?" O coração amoleceu. Todos choramos.  

É uma tristeza receber a notícia do falecimento do Arthur. Não consigo imaginar tamanha dor. Que Deus possa dar forças para a família neste momento. Estamos te enviando muito amor e orações, Lula!”, escreveu o governador.

 

*Com apoio de Agências de Notícias