• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

INSS começa a depositar 13º salário de aposentados no dia 25. Confira calendário

Primeiros a receber o 13º são os beneficiarios que ganham até um salário mínimo – depósitos serão feitos entre os dias 25 de maio a 8 de junho. Quem ganha mais que o mínimo recebe entrre os dias 1º e 8 de junho

Publicado: 20 Maio, 2021 - 08h30 | Última modificação: 20 Maio, 2021 - 08h39

Escrito por: Redação CUT

Marcello Casal Jr/Agência Brasil
notice

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a depositar a primeira parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas na terça-feira da semana que vem, dia 25. A segunda parcela começa a ser depositada em junho, segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

O valor da primeira parcela do 13° salário corresponde a 50% do valor total do benefício. Já a segunda parcela vem com desconto de Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) nos casos em que o beneficiário tem de contribuir.

De acordo com a Secretaria de Previdência, aposentados e pensionistas que passaram a receber o benefício depois de janeiro deste ano não receberão 50% do valor do benefício na primeira parcela. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente aos meses em que a pessoa recebe o benefício.

Já os segurados que recebem benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) também têm direito a uma parcela menor do que os 50%. Nesse caso, a antecipação é calculada de acordo com o tempo de duração do benefício.

Por lei, não têm direito ao 13º salário os segurados que recebem benefícios assistenciais. 

A antecpação do 13º salário de aposentados e pensionistas, assim como ocorreu no ano passado, tem como objetivo incrementar a renda dos beneficiários que têm direito ao abono, injetando R$ 52,7 bilhões na economia, cuja crise foi agravada pela pandemia do novo coronavírus e pela falta de políticas públicas e propostas efetivas para aquecer a economia e gerar emprego e renda. Em quase dois anos e meio de gestão, o governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL) não apresentou uma proposta sequer de desenvolvimento econômico com geração de emprego e distribuição de renda. 

Calendário de pagamento

Quem ganha até um salário-mínimo terá o pagamento liberado no período de 25 de maio a 8 de junho, de acordo com o último número do benefício, desconsiderando o dígito. Já os segurados com benefícios acima do mínimo, receberão de 1º a 8 de junho.

A segunda parcela do abono anual será liberada junto com a folha de junho– que é paga de 24 de junho a 7 de julho.

Confira o calendário de depósito:

Benefícios com valor de até um salário mínimo (até R$ 1.100)

Final do NIS

Maio1ª parcela do 13º

Junho2ª parcela do 13º

1

25 de maio

24 de junho

2

26 de maio

25 de junho

3

27 de maio

28 de junho

4

28 de maio

29 de junho

5

31 de maio

30 de junho

6

01º de junho

01º de julho

7

02 de junho

02 de julho

8

04 de junho

05 de julho

9

07 de junho

06 de julho

0

08 de junho

07 de julho

 Benefícios com valor acima de um salário mínimo (acima de R$ 1.100)

Final do NIS

Junho: 1ª parcela do 13º

Julho: 2ª parcela do 13º

1 e 6

01º de junho

01° de julho

2 e 7

02 de junho

02 de julho

3 e 8

04 de junho

05 de julho

4 e 9

07 de junho

06 de julho

5 e 0

08 de junho

07 de julho

 

Com informações do Portal do Ministério da Economia