• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Industriall luta para OIT reconhecer saúde e segurança como direitos fundamentais

Campanha convoca filiados para campanha de compartilhar ações e atividades locais para ajudar na luta. Para OIT, “Condições de trabalho seguras e saudáveis são essenciais para um trabalho decente”

Publicado: 15 Abril, 2021 - 09h48

Escrito por: Érica Aragão

Divulgação
notice

O dia 28 de abril, data em que se comemora o Dia Internacional em Memória dos Trabalhadores Mortos e Feridos (DIMM), será uma oportunidade para relembrar todos os trabalhadores que perderam a vida no trabalho por problemas de saúde e segurança no emprego. O movimento sindical global defende que a Organização Internacional do Trabalho (OIT) reconheça a saúde e segurança ocupacional como um direito trabalhista fundamental.

A IndustriALL Global Union iniciou uma campanha que incentiva suas afiliadas a aderirem à campanha global para exigir o reconhecimento da saúde e segurança como um direito fundamental do trabalho, compartilhando ações e atividades locais, que podem incluir:

- Negocie uma declaração conjunta com seu empregador, comprometendo-se a tornar a saúde e a segurança no trabalho um direito fundamental;

- Tire fotos, selfies, vídeos etc., da assinatura do compromisso conjunto usando máscaras e / ou praticando o distanciamento social;

- Use o pôster IndustriALL Global Union para exigir um compromisso de tornar a saúde e a segurança um direito fundamental do trabalho;

- Use materiais de saúde e segurança IndustriALL para atividades educacionais no local de trabalho;

Não hesite em nos informar sobre as ações que você está realizando. Essas contribuições serão coletadas e publicadas nos canais IndustriALL;

Sobre a OIT

De acordo com as disposições da Declaração do Centenário da OIT para o Futuro do Trabalho (2019): “Condições de trabalho seguras e saudáveis ​​são essenciais para um trabalho decente”.

Na resolução da Conferência, posteriormente aprovada, o Conselho de Administração foi convidado a "considerar, o mais rapidamente possível, propostas para incluir condições de trabalho seguras e saudáveis ​​no quadro dos princípios e direitos fundamentais no trabalho da OIT", como é feito em as oito convenções fundamentais deste corpo.

*Edição: Marize Muniz