• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Federação dos Jornalistas lança campanha virtual para manter sua sede

Fenaj pede ajuda da sociedade para manter sua sede e continuar a luta em defesa das liberdades de expressão e de imprensa, pela democracia e por direitos. Campanha online vai até 31 de janeiro

Publicado: 04 Dezembro, 2018 - 14h13 | Última modificação: 04 Dezembro, 2018 - 14h18

Escrito por: Érica Aragão

Meire Santos/ FENAJ
notice

Para não perder a sua sede, em Brasília, a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), entidade filiada à CUT e com 72 anos de luta, está promovendo uma vaquinha online com o objetivo arrecadar R$ 400 mil reais até 31 de janeiro para poder sobreviver e continuar a luta em defesa dos jornalistas e do jornalismo brasileiro.

Para o secretário de Comunicação da CUT, Roni Anderson Barbosa, é fundamental a contribuição da classe trabalhadora para salvar o bom jornalismo e garantir a luta em defesa da liberdade de expressão e de imprensa e da democracia no Brasil.

“A Fenaj, entidade histórica que sempre defendeu o bom jornalismo e, com isso, o fortalecimento da democracia no país, está precisando de ajuda e é fundamental que toda a sociedade colabore para garantir a manutenção da sede, um patrimônio importante da classe trabalhadora”, ressalta o secretário de comunicação da CUT.

“Em tempos de muitas mentiras na internet, as chamadas fake news, precisamos ter a Fenaj como importante instrumento de luta para salvar o jornalismo brasileiro, os jornalistas e a democracia”, completou.   

O pagamento do débito é relativo ao Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) de um terreno concedido à Federação, nos anos de 1980, que nunca foi utilizado pela Fenaj. Após a suspensão da ação judicial, por meio de acordo, o débito de R$ 400 mil foi negociado com o governo do Distrito Federal e a entidade terá de pagar o que ficou acordado em 48 parcelas.

Segundo a presidenta da FENAJ, Maria José Braga, a Zequinha, a garantia da manutenção da sede e o fortalecimento da entidade serão fundamentais para a categoria se manter unida e forte diante dos desafios que estão colocados em 2019.

“A classe trabalhadora já viveu em 2018 um ano difícil, com ataques aos direitos e, em 2019, o quadro pode piorar. Nós precisamos de solidariedade, organização e luta. Só assim conseguiremos resistir a este projeto que vem para fazer o desmonte dos direitos”, disse a dirigente, se referindo aos anúncios feitos pelo presidente eleito Jair Bolsonaro e sua equipe de transição, como a reforma da Previdência e fim do Ministério do Trabalho.

Para a presidenta da Fenaj, é importante o fortalecimento da entidade e o apoio de toda sociedade “porque só por meio da informação de verdade e com responsabilidade é que os cidadãos e cidadãs podem constituir um juízo do que está em disputa na sociedade”.

“A Fenaj está precisando da solidariedade de toda sociedade. Mesmo sendo uma entidade sindical, a Fenaj sempre trabalhou em defesa da democracia, da democratização da comunicação e das liberdades de expressão e imprensa, que são de importância para toda sociedade brasileira”.

Saiba como doar

Além da vaquinha virtual, que vocêpode doar a partir de R$ 25 reais, você pode doar a partir de R$ 10,00 direto na conta corrente da entidade.

DIRETO NA CONTA CORRENTE (a partir de R$ 10,00)

Federação Nacional dos Jornalistas

CNPJ: 34.078.576/0001-93

Caixa Econômica Federal

Agência: 0006

Operação: 03

Conta Corrente: 050141-4

 

carregando
carregando