• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Euci Ana Gonçalves é reeleita presidenta da CUT Pará

Cerca de 170 delegados e delegados de diversas categorias do Pará elegeram, nessa sexta-feira (22), a nova direção da CUT-PA. Euci Ana Gonçalves, do ramo rural, foi reeleita para presidir a Central paraense

Publicado: 25 Novembro, 2019 - 16h38 | Última modificação: 25 Novembro, 2019 - 17h12

Escrito por: Walber Pinto

Divulgação/CUT-PA
notice

O 13º CECUT Pará reelegeu Euci Ana Gonçalves, do ramo rural, para presidir a Central paraense nos próximos quatro anos. Os cerca de 170 delegados e delegados de diversas categorias presentes ao Congresso, realizado no Sindicato dos Bancários, na capital, Belém, debateu a conjuntura política, a estratégia de luta contra o sequestro dos direitos e o avanço do agronegócio na região.

Em seu primeiro discurso de presidenta reeleita, Euci apontou que a organização sindical é “primordial neste momento para enfrentar o projeto neoliberal de Jair Bolsonaro” Para ela, além de organizar os trabalhadores sindicalizados, é preciso falar também com os trabalhadores informais.

“Essa é uma questão especial que precisamos dar atenção. Este é o desafio é organização de base. O nosso Congresso apontou a necessidade de organizar e pensar A estratégia de organizar os trabalhadores, como eles se sentem representados pela nossa luta em defesa dos direitos”, afirma a dirigente.

Carmen Foro, Secretaria-Geral da CUT Nacional, participou do Congresso e empossou a nova direção. A dirigente também reforçou que o caminho é de “força e união” para derrotar a política de destruição de direitos da classe trabalhadora.

“O nosso verdadeiro inimigo está do lado de fora desta construção política. Mais do que nunca precisamos estar juntos e juntas, lutando para retomar nossos sonhos, nossas esperanças e os direitos duramente conquistados", afirmou Carmen, que também é rural e paraense.

Ataques aos trabalhadores

Durante o Congresso, delegados e delegadas determinaram o plano de luta e de resistência para enfrentar o fascismo no país, a destruição de empresas públicas, as privatizações, o aumento do desemprego, a democracia e a Amazônia.

Outros temas como, a condição da mulher no mercado de trabalho, a terceirização, a entrega do patrimônio público e o desmonte de serviços públicos, Amazônia, América Latina, a luta contra o racismo e a agricultura, também foram discutidos durante os três dias de encontro.

No último dia do Congresso, foram aprovadas as ações e os planos de luta da Central para os próximos anos contra o desmonte do governo de extrema direita.

Semana da Consciência Negra

Na manhã do último dia 20, dia da Consciência Negra, o Congresso realizou um seminário abordando a questão racial no Brasil com o tema ‘Vidas Negras importam - Basta de racismo na vida e no trabalho’.

Para Carmen Foro, o racismo e as desigualdades no mundo do trabalho são um assunto indispensável. "A classe trabalhadora é extremamente afetada pelo racismo e, consequentemente, pelas desigualdades no mundo do trabalho, onde os negros e as negras estão no pior lugar”.

Presidente

Euci Ana da Costa

Vice-Presidente

Maria de Nazaré da Silva Souza

Secretária Geral

Vera Paoloni

Secretário de Administração e Finanças

João da Costa Neves

Secretário de Assuntos Jurídicos

Wilson Melo Sodré

Secretário de Comunicação

Glauber Savio Nascimento Silva

Secretário de Cultura

Joice Dandara Ferreira Batista

Secretária de Formação

Raimundo Ferreira Lima Junior

Secretária de Juventude

Francisco Cleisimar Oliveira Santana

Secretário de Relações do Trabalho

Ana Helena Ferreira Reis

Secretária da Mulher Trabalhadora

Jurema Maria do Amparo

Secretária de Saúde do Trabalhador

Josilene Lucia dos Santos

Secretário de Meio Ambiente

Laudiceia Oliveira Pereira

Secretária de Mobilização e Movimentos Sociais

Gilmar José dos Santos

Secretária de Políticas Sociais e Direitos Humanos

Denis Messias Carvalho

Secretário de Combate ao Racismo

Roseane da Silva Borcem

Secretária de Organização e Política Sindical

Martinho Afonso da Cruz Souza

 

Direção Estadual

Manoel Edivaldo Santos Matos

Carlindo Lima da Silva

Carlos Augusto Santos Silva

Rosa Maria Fares dos Santos

Wandre Ferreira Carmo

Moises de Souza Santos

Odinea Lopes Gonçalves

Raimunda do Socorro da Costa Berreto

Fátima de Melo Lira

Rita da Lus Serra

Jorge Amilton Nascimeto Silva

Narciso José de Senna Pereira

Lucivaldo Pereira da Silva

Heidiany Katrine Santos Moreno

Benedita Carvalho Gonçalves

Edivanete Ribeiro Nascimento

Valneide Ventura da Silva

Aldo de Vasconcelos Alvarez Rodrigues