• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Em Maceió, manifestantes enfrentam chuva e fazem até enterro do governo da morte

Maniestantes carregaram um caixão, simbolizando a morte deste governo que menospreza os cuidados e ações para salvar a vida dos brasileiros

Publicado: 03 Julho, 2021 - 14h33 | Última modificação: 03 Julho, 2021 - 14h40

Escrito por: Redação CUT

CUT-AL
notice

Apesar da chuva, em Maceió, capital de Alagoas, a população ocupou às ruas com faixas e cartazes pedindo comida no prato e vacina no braço de todos e todas e o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (ex-PSL) por suas ações contrárias às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para conter a pandemia do novo coronavírus, como evitar aglomerações, usar máscatas e álcool em gel e também por suas omissões como não comprar vacinas contra a Covid-19 rapidamente.

Com máscaras e em marcha pelas ruas, organizados em fila indiana com o objetivo de manter distanciamento e evitar a propagação da Covid-19, ao contrário do que faz o presidente, os manifestantes também denunciaram as irregularidades na compra de vacinas como o superfaturamento de 1000% na compra da Covaxin e o pedido de US$ 1 na compra da AstraZenica.

 Um grupo de manifestantes carregou um caixão, simbolizando o enterro deste governo da morte, responsável por mais de 522 mil mortes em decorrência de complicações causadas pela Covid-19.