• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Em defesa da soberania, atos de sábado marcam aniversário da Petrobras

Bahia e Rio de Janeiro serão palco de celebração e luta em defesa da estatal e de todas as estatais que são a garantia de desenvolvimento do país e de políticas públicas para brasileiros

Publicado: 02 Outubro, 2020 - 11h42 | Última modificação: 02 Outubro, 2020 - 14h27

Escrito por: Érica Aragão

Edson Rimonatto
notice

No dia em que a Petrobras comemora 67 anos, no próximo sábado (3), mais de 120 entidades, entre elas, a CUT, demais centrais sindicais, o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (FONASEFE), frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, movimentos sociais e sindicais do campo e da cidade, que formam o Comitê de Luta Contra as Privatizações, irão celebrar a história da empresa com bolo e atos simbólicos em diversos municípios brasileiros. No “Dia Nacional de Luta em Defesa do Patrimônio do povo Brasileiro” vai ter bolo e luta, na rua e nas redes!

Rio de Janeiro e Salvador  darão um tom especial na mobilização, com o objetivo de dialogar com a população sobre a importância da luta em defesa das empresas públicas de todos os setores – petróleo, bancos, transporte e porto públicos, correios, eletricidade e saneamento, que estão sob a ameaça de extinção ou de privatização total ou parcial, o que pode afetar a vida de milhões de brasileiros e brasileiras. Saiba como e onde serão as mobilizações abaixo.

Além de comemorar a existência da empresa, que no governo Lula chegou a ser a quarta maior do mundo em valor de mercado, a mobilização é em defesa da soberania, de um Brasil para os brasileiros, porque defender as empresas públicas, segundo o movimento, é defender serviço público de acessível e de qualidade, servidor público valorizado e políticas públicas para desenvolvimento econômico e social.

As frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, nas quais a CUT faz parte, publicaram uma nota para chamar a população para as mobilizações deste sábado. “Após o golpe de 2016, o projeto de destruição da soberania, o saqueio das riquezas, a entrega de empresas públicas estratégicas, a desindustrialização e desemprego em massa, a destruição da Amazônia, a privatização da educação e saúde, os ‘tarifaços’nos alimentos e demais serviços públicos (luz, água, gás de cozinha e combustíveis) tem sido a tônica do governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL)”, diz trecho do documento.

Para o presidente da CUT, Sérgio Nobre, na pandemia do novo coronavírus (covid 19) ficou ainda mais evidente a importância que os serviços e servidores públicos, que as estatais têm para o país e para os brasileiros e brasileiras.

“O que seria de nós, se não fosse a nossa luta pela manutenção e consolidação do SUS, se não fosse nossa luta pela educação pública e de qualidade. Por isso precisamos lutar contra esse processo escandaloso de privatizações de ataque às estatais e aos servidores e serviços públicos”, afirmou o dirigente, que complementa: “o Brasil não tem grandes empresas privadas, aliás, o setor privado nunca fez o investimentos que o país precisa para crescer”.

O secretário de Comunicação da CUT Bahia, Edmilson Barbosa ,que está coordenando a organização das mobilizações, ressaltou que em países que são mais desenvolvidos e mais justo os investimentos públicos são prioridades. Ele ainda citou a Noruega, Suécia, Dinamarca e Finlândia, onde a presença dos Estado é entre 24% e 30%, enquanto no Brasil é de 1,6%.

“A direita na Europa prioriza o fortalecimento dos serviços públicos e aqui querem acabar. É por isso que por lá tudo funciona, estradas, acesso a saúde, educação e com a presença forte do Estado tem que funcionar!”, afirma.

Uma manifesto pela soberania está sendo divulgado pela organização dos atos. Durante as lives de sábado, as pessoas e entidades que quiserem assinar poderão fazer isso diretamente da sua casa, pelo celular. O dia 3 também encerra a semana de mobilizações contra as privatizações, que começou no último dia 28. 

Como e onde serão os atos

As frentes e a CUT e demais centrais orientaram os militantes e as categorias de trabalhadores para se somarem aos atos principais no Rio de Janeiro e Salvador, e que se não for possível que se manifestem nos bairros e nas cidades. Os atos acontecerão de forma presencial e virtual.

No centro da capital fluminense, onde fica a sede da Petrobras, os manifestantes, que estão se organizando para sair de todo o país e de diversas cidades ao redor do Rio de Janeiro, irão dar um abraço simbólico na estatal a partir das 10 horas.

Ainda na parte da manhã, também a partir das 10h, no bairro do Lobato, em Salvador, onde foi descoberto o primeiro poço de petróleo do Brasil, terá mobilização e até parabéns para Petrobras. [saiba aqui porque  Lobato foi escolhido para o ato em Salvador]

Também está sendo divulgado que um bolo com a logomarca da empresa fará parte da homenagem aos trabalhadores da estatal e será levado ao ato para que todos possam cantar parabéns para essa grande empresa. Também serão distribuídos brinquedos para as crianças do bairro, além de máscaras e álcool em gel.

“Queremos envolver a comunidade do bairro nessa comemoração, pois precisamos urgentemente falar para a sociedade sobre a importância de defender a Petrobras como uma empresa pública e integrada. O cidadão precisa saber que se a Petrobras for privatizada, ele será afetado no seu dia a dia. As pessoas não têm noção disso”, afirma o Coordenador Geral do Sindipetro Bahia, Jairo Batista, que quer despertar a população para uma nova campanha “O Petróleo é Nosso”.

Virtualmente acontecerão duas lives. Uma ainda na parte da manhã, a partir das 10 horas, com transmissão ao vivo dos atos do Rio e Bahia. E outra na parte da tarde, a partir das 15 horas, que está sendo chamado “ato Político Virtual pela Soberania Nacional – Em defesa do Povo Brasileiro”.

Os ex-presidentes Lula e Dilma, lideranças sindicais, religiosas e políticas, intelectuais e atos culturais, com fortes nomes como Mistura Popular e Chico Cesar estarão participando deste ato virtual nacional.

Os dois atos serão transmitido pelas páginas e redes das entidades organizativas da mobilização e pela TVT. Veja links abaixo.

Serviço:

Abraço Simbólico na sede da Petrobras

Av. República do Chile, 65 - Centro, Rio de Janeiro

A partir das 10 horas

Celebração e luta na Bahia  

Bairro do Lobato, em Salvador, a partir das 10 horas

Ato Político Virtual pela Soberania Nacional

Pelas páginas do Facebook das entidades que participam do ato, entre elas a da CUT, e a do comitê. a partir das 15 horas

 

*Edição Rosely Rocha