• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Em 2 anos, sede móvel do Sindicato dos Comerciários da CUT filiou mais de 3 mil

Ônibus tem estrutura para atendimento pessoal, como sindicalização e reclamação, espaço para reuniões e conversas com trabalhadores para informá-los sobre os benefícios de ser sindicalizado e direitos

Publicado: 17 Abril, 2019 - 14h56 | Última modificação: 17 Abril, 2019 - 15h06

Escrito por: Érica Aragão

Chicão, o motorista do SindBus
notice

De fevereiro de 2017 até esta quarta-feira (17), um pouco mais de dois anos, o trabalho de base da direção do Sindicato dos Comerciários de Osasco e região (Secor) com a sede móvel já filiou mais de 3 mil trabalhadores e de trabalhadoras na região metropolitana de São Paulo.

O Sindbus já percorreu mais de 18 mil Km, entre Itapevi, Taboão, Barueri, Carapicuíba, Jandira e Itapevi.

Sempre acompanhado de um dirigente da base, um assessor e o motorista, a sede móvel vai até os locais de trabalho para, além da sindicalização, fazer atendimento no geral, como tirar dúvidas trabalhistas, cálculo de aposentadoria, informações sobre a campanha salarial, entre outras.

“O sindicato não consegue estar em todos os locais que a entidade representa e a ideia do ônibus foi de termos uma sede móvel para irmos até os trabalhadores e sermos vistos por ele. A gente consegue, de alguma forma, mostrar a importância do papel do sindicato na vida do trabalhador e da trabalhadora”, disse o presidente do Secor, José Pereira da Silva Neto, conhecido como Neto.

“Dentro da conjuntura atual, cheia de notícias mentirosas sobre o sindicato a gente mostra que ele existe e para que serve. Depois deste primeiro contato, o trabalhador fica mais a vontade para procurar a sede e usufruir de seus benefícios, principalmente na garantia de direitos”, conclui o presidente do Secor.

Geralmente o Sindbus se posiciona horas antes dos comércios abrirem e fica em frente a grandes lojas ou nos calçadões comerciais. O toldo do ônibus fica aberto, com uma mesa, cadeiras e alguém para atender do lado de fora.

ChicãoChicão
Sala de espera do Sindbus

“A pessoa passa pelo Sindbus entra e a gente conversa, pergunta se é sócio e confere com os documentos e se não for a gente já dá a ficha para ele se sindicalizar. Ninguém sai da sede móvel sem ser sindicalizado. E depois a gente vai entregar as carteirinhas no trabalho deles”, contou o motorista da sede móvel, Francisco Jaci, o Chicão.

Para a secretária de Políticas Sociais da CUT São Paulo e também comerciária, Kelly Domingos, em tempos de tantos ataques aos sindicatos e aos direitos da classe trabalhadora se torna essencial o sindicato ir até as pessoas.

“Hoje a vida das pessoas anda corrida, na maioria das vezes os trabalhadores e as trabalhadoras não conseguem ir às nossas sedes, com o Sindbus o sindicato vai até eles com diretores e advogados para auxiliar ou tirar duvidas”, informou Kelly, que também faz parte da direção do Secor.

ChicãoChicão
SindBus quando chega nos locais de trabalho

 

Sobre o SindBus

Quando o trabalhador ou uma trabalhadora entra no ônibus tem a sensação real de estar na sede do sindicato. De cara, encontra uma sala de espera. Com poltronas confortáveis, TV, filtro de água, cafeteira e frigobar. As duas TV’s que têm dentro do Sindbus ficam o tempo todo passando um vídeo sobre o sindicato, convênios e parcerias que atendem o trabalhador. Andando mais um pouco, tem duas salas de atendimento, com cadeiras e mesas e um banheiro. Do lado, uma sala de reunião, com uma mesa para umas 6 pessoas e uma porta que separa a sala de reunião da sala de atendimento.

ChicãoChicão

“Aqui na sala de reunião a pessoa pode ter um espaço privativo. Se ela quiser fazer alguma reclamação ou contar alguma coisa que não quer ser ouvida por outras pessoas, ela pode fechar a porta e se sentir a vontade para se expressar”, afirmou Chicão.

O roteiro do Sindbus depende de uma agenda, no qual o Chicão toma conta. Qualquer diretor do Secor ou mesmo filiado podem pedir uma data para usar a estrutura. Além disso, também tem as viagens voluntárias, quando não tem nada marcado e aparece alguma atividade ou trabalho de base para fazer o Sindbus vai e para na frente de alguma grande loja ou nos calçadões comerciais.

A sede móvel do Secor também faz trabalhos sazonais, como aniversário do sindicato, da CUT, campanhas políticas, como o abaixo-assinado contra a reforma da Previdência e também temáticas, como o combate ao racismo, dia internacional da mulher, dia do combate ao trabalho infantil, entre outros.

ChicãoChicão
Atividade do 8 de março

Chicão, com muito bom humor, conta que na última atividade sazonal do Sindbus no dia 8 de março, Dia internacional da mulher, no calçadão de Osasco foi histórica. Foi distribuído brindes, teve conversa sobre as pautas das mulheres e também café da manhã.

“Em sete horas mais de 250 mulheres passaram pela sede móvel do Sindicato. Nestes dois anos que dirijo o ônibus nunca tinha visto tanta gente passar por aqui”, contou.

Serviço

Os trabalhadores podem solicitar que o SindBus vá até a sua empresa. Para isso, o comerciário deve ligar para o Sindicato (11 3685-0355) ou procurar um diretor e solicitar a presença do SindBus.