• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

"Democracia em Vertigem" é indicado ao Oscar 2020 de melhor documentário

Lula parabeniza diretora do filme , Petra Costa. O documentário mostra os bastidores do golpe contra a ex-presidenta Dilma Rousseff, assim como a prisão de Lula e a ascensão de Jair Bolsonaro

Publicado: 13 Janeiro, 2020 - 10h56 | Última modificação: 13 Janeiro, 2020 - 15h22

Escrito por: Redação CUT

Edson Rimonatto
notice

O documentário “Democracia em Vertigem”, da diretora brasileira Petra Costa, foi escolhido nesta segunda-feira (13) para disputar uma estatueta na 92ª edição do Oscar de 2020.  O filme concorre com outras quatro produções: Indústria Americana (produzido pelo casal Barack e Michelle Obama), The Cave, For Sama e Honeyland. A cerimônia acontecerá em 9 de fevereiro, em Los Angeles (EUA).

A trama narra os bastidores do golpe que levou Dilma Rousseff ao impeachment, a prisão de Lula e a ascensão do ex-juiz e atual ministro da Justiça,  Sergio Moro, e Jair Bolsonaro. Lançado mundialmente em 19 de junho de 2019, o documentário emocionou diversos espectadores e gerou a ira de bolsonaristas, que atacaram a plataforma de streaming Netflix, onde o filme está hospedado.

Para Lula, indicação é sinal de que a verdade vencerá 

Para o ex-presidente Lula a indicação ao Oscar 2020 de melhor documentário de “ Democracia em Vertigem”, é motivo de comemoração. No Twitter, Lula, parabenizou a diretora do documentário, Petra Costa.

"Parabéns, Petra Costa, pela seriedade com que narrou esse importante período de nossa história", escreveu, se referindo à diretora do longa. "Viva o cinema nacional! A verdade vencerá".

 

Em inglês e português, Petra agradece, nas redes sociais, e diz que é crucial defender a democracia 

"Estamos absolutamente emocionados e extasiados por nossos colegas terem reconhecido a urgência deste filme, e honrados por estarmos na companhia de documentários tão importantes. Numa época em que a extrema direita está se espalhando como uma epidemia, esperamos que esse filme possa nos ajudar a entender como é crucial proteger nossas democracias. Está se tornando cada vez mais evidente o quanto o pessoal é político para tantos ao redor do mundo, e acredito que é por meio de histórias, linguagem e documentários que as civilizações começam a se curar.

Gracias a todos que nos ajudaram, a cada passo, a construir essa história. Viva o cinema brasileiro!!!!"

Outros prêmios

O filme de Petra Costa, que também dirigiu “Elena” (2012) e “Olmo e a Gaivota” (2014), premiados respectivamente nos festivais de Brasília e do Rio, já entrou na lista do New York Times sobre os melhores do gênero em 2019. Esta é a primeira indicação de Petra ao Oscar.

Além de “Democracia em Vertigem”, também vão disputar os documentários “American Factory” (Steven Bognar), “The Cave” (Feras Fayyad), “For Sama” (Waad) e “Honeyland” (Ljubo Stefanov).

 

 

Com infomações: Revista Fórum