MENU

CUT-RS lamenta falecimento da companheira Ana Spadari, presidente do Senergisul

Sindicalista atuou incansavelmente na luta em defesa dos direitos da categoria dos eletricitários e contra as privatizações. Perda é lamentada por colegas que conviveram e lutaram ao lado de Ana

Publicado: 20 Janeiro, 2022 - 14h36

Escrito por: CUT-RS

reprodução
notice

Com muito pesar, a CUT-RS comunica o falecimento da companheira Ana Maria Spadari, presidente do Sindicato dos Eletricitários do Rio Grande do Sul (Senergisul), ocorrido na manhã desta quinta-feira (20), em Porto Alegre. Era gaúcha de Guaporé, tinha 64 anos e deixa uma filha e uma neta.

“Manifestamos os nossos profundos sentimentos de dor e solidariedade aos seus familiares, amigos e, de modo especial, aos eletricitários do Estado, que perderam a maior liderança da categoria e uma referência na defesa do patrimônio do povo gaúcho”, afirma o presidente da CUT-RS, Amarildo Cenci.

“Ana Spadari foi uma guerreira incansável na luta em defesa dos direitos dos eletricitários, das mulheres e da classe trabalhadora, e contra as privatizações das empresas e fundações públicas, resistindo e enfrentando os governos Britto, Sartori e Leite, que entregaram a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) ao capital privado”, ressalta.

Para o diretor financeiro do Senergisul, Antonio Jailson da Silva Silveira, a morte de Ana Spadari “é uma perda enorme para o sindicalismo, era uma guerreira, atuou por mais de 40 anos nas lutas da categoria, foi a primeira mulher que presidiu o Sindicato, liderou a luta contra a privatização da CEEE, denunciou as demissões em massa da Equatorial e caiu atirando como ela disse nos seus últimos dias de vida”.

O corpo será velado nesta sexta-feira (21), no horário das 7h30 às 14h, na Capela 5 do Memorial e Crematório Angelus (Avenida Porto Alegre, 320 – bairro Medianeira), em Porto Alegre.

 

Com apoio do Senergisul