• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT, com apoio de Confederação alemã, fará formação para jovens sindicalistas

O Encontro, que vai acontecer em Cajamar (SP) entre os dias 2 e 4 de julho, vai atualizar e preparar os participantes ao debate e diagnóstico dos desafios, demandas e das políticas da juventude trabalhadora

Publicado: 30 Junho, 2018 - 10h15 | Última modificação: 30 Junho, 2018 - 10h34

Escrito por: Redação CUT

Mgiora
notice

Debater, planejar, fortalecer e consolidar as políticas voltadas à juventude trabalhadora do Brasil. Esta é a finalidade do “1º Encontro Nacional do Projeto Educação Sindical e Organização de Jovens Trabalhadores e Trabalhadoras no Brasil”, que acontece entre 2 e 4 de julho, no Instituto Cajamar, em São Paulo.

É a primeira atividade do projeto de cooperação firmado entre a CUT Nacional e a DGB (Confederação dos Sindicatos Alemães) para o período de 2018 a 2020.

Organizado pela CUT Nacional, por meio das secretarias da Juventude, de Relações Internacionais e de Formação, o Encontro em Cajamar reunirá dirigentes das secretarias da Juventude de todas as estaduais da CUT, representantes dos Ramos e educadores das escolas sindicais da Central.

O Encontro vai atualizar e preparar os participantes ao debate e diagnóstico dos desafios, demandas e das políticas da juventude trabalhadora, à luz da conjuntura do País em crise econômica, sob golpe, governado por um presidente ilegítimo e impopular, que ignora e persegue os movimentos sindical, social.

A atividade em também contribuirá para a organização dos cinco Encontros Regionais da Juventude, que serão realizados entre julho e novembro deste ano.  

SOBRE O PROJETO CUT-DGB
O projeto de cooperação CUT/DGB foi assinado este ano e tem prazo de três anos, se encerra em 2020. Prevê atividades nacionais e regionais de formação de novas lideranças, segundo seu coordenador Adriano Soares da Silva, assessor da Secretaria Nacional da Juventude. Esse modelo de cooperação na área da juventude já foi implementado entre 2004 e 2010 e possibilitou a formação de novas lideranças para o movimento sindical.

CUTCUT
Programação

SOBRE OS JOVENS E EMPREGO NO BRASIL
51,6 milhões de brasileiros pertencem à faixa-etária considerada jovem (18 a 29 anos), segundo dados do PNAD-IBGE 2016, recorte da população que começou a aumentar no início da década de 2010 e que terá seu auge em 2020. Desse total de jovens, 26,3% não trabalham nem estudam (18 a 24 anos), os chamados “nem-nem” representam assim um quarto do total da população brasileira. Educação e capacitação profissional são as formas de estimular novas oportunidades de trabalho para os jovens Historicamente, a juventude no Brasil é mais atingida pelo desemprego. Enquanto o índice de desocupação total no País, em março deste ano, foi de 11,8% (IBGE), entre os jovens de 18 a 29 anos atingiu 25,3%.

Mais um dado reforça e explica o problema e a importância do Encontro em Cajamar: 24,8 milhões das pessoas com idades entre 14 a 29 anos estão fora da escola no Brasil. 41% desse contingente afirmam que não conseguem estudar porque trabalham, mas tem outros 19,7% que admitem não frequentar a sala de aulas por “falta de interesse”. As informações fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) e são referentes ao ano de 2016.

A DGB

A DGB, Confederação dos Sindicatos Alemães, fundada em 1949, representa mais de 8 milhões trabalhadores em 16 ramos sindicais  A DGB BW é a escola de formação da Confederação, que, no Brasil, atua para  ajudar na formação de sindicalistas brasileiros, no fortalecimento das redes intersindicais e no estreitamento da relação sindical entre Brasil e Alemanha.

MgioraMgiora
O encontro terá transmissão ao vivo nos dias 2 e 3 de julho

 

 

O mundo tem 1,8 bilhão de jovens, 87% deles vivem nos países
 em desenvolvimento. Uma força trabalhadora
que poderia fazer a diferença, mas ainda não faz