• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Covid-19 já fez 91,2 mil vítimas fatais e 7 estados registram aumento de mortes

Ainda sem controle da pandemia no Brasil, Sul e Centro-Oeste continuam em crescimento de casos da doença, mas, a média diária de mortes caiu em 11 estados: ES, AM, AP, PA, AL, CE, MA, PE, PB PI e RN

Publicado: 31 Julho, 2020 - 11h34

Escrito por: Redação CUT, com colaboração da CUT-RS e CUT-BA

Bruno Cecim/Ag.Pará
notice

Com sete estados em alta, o Brasil registrou nesta quinta-feira (30) um total de 57.837 novos diagnósticos e 1.129 vidas perdidas em 24 horas para a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. O total de pessoas infectadas no país chegou a 2.610.102 e o de óbitos a 91.263, de acordo com os dados do Ministério da Saúde.

A curva da pandemia segue alta nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso do Sul, Acre e Roraima, que registraram mais mortes. Já os estados do Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso, Rondônia, Tocantins, Bahia e Sergipe e o Distrito Federal estão estáveis, não registraram alta ou queda significativa na média diária de óbitos.

Outros onze estados registraram redução na média diária de mortes estão 11 estados: Espírito Santo, Amazonas, Amapá, Pará, Alagoas, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte.

No Amazonas, a média de mortes está em queda, nesta quinta-feira (30) ficou em 8. Mas 3,2 mil vidas já foram perdidas no estado desde o início da pandemia e mais de 100 mil casos confirmados da doença.Só na capital do Amazonas, mais de 35 mil pessoas foram infectadas pela Covid-19. Na quinta, a capital ultrapassou a marca de mais de 2 mil mortes em decorrência da doença.

Entre os estados que estão em alta na curva de contaminação e mortes, Santa Catarina é o estado da Região Sul com o número mais alto de registro de mortes. Foram 41 em 24h. O estado soma 1.043 óbitos e tem aumento de média móvel de 56%, com 80 mil casos confirmados.

Minas Gerais chegou a 84 mortes nesta quinta-feira (30), mantendo o número elevado de óbitos que ocorreu durante todo o mês de julho. O estado já soma 2.692 mortos e 127 mil pessoas confirmadas com coronavírus.

Só na capital Belo Horizonte, 500 pessoas perderam as vidas para a doença. A  cidade concentra um quinto das vítimas de todo o estado.

Goiás, no Centro-Oeste, teve aumento de 39% em sua média móvel e Mato Grosso do Sul, de 65%.

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) continua avançando no Rio Grande do Sul. Nesta quinta-feira (30), o estado registrou 75 mortes e 2.041 novos casos confirmados da doença. Foi o terceiro dia consecutivo com recorde de óbitos. No total, o RS registra 66.473 pessoas contaminadas e 1.825 vidas perdidas desde o início da pandemia.

Registraram mortes nesta quinta os municípios de Alvorada (2), Barão do Triunfo, Bento Gonçalves (3), Campo Bom (2), Canela, Canoas, Capão da Canoas, Carlos Barbosa, Caxias do Sul (4), Eldorado do Sul, Esperança do Sul, Estância Velha, Glorinha, Gravataí (4), Guaporé, Lajeado, Novo Hamburgo (3), Passo Fundo (3), Pedro Osório (2), Pelotas, Pinheirinho do Vale, Porto Alegre (15), Rio Grande (2), Rolante, Santa Maria, Santo Ângelo, São Gabriel, São Jerônimo, São José do Norte, São Leopoldo, Triunfo (2), vacaria, Viamão (3).

As cidades com mais registros de óbitos são Porto Alegre (323) - onde 86,24% dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) estavam ocupados ontem -, Canoas (89), Novo Hamburgo (85), Passo Fundo (75) e Bento Gonçalves (72). Dos 497 municípios do RS, 466 já registram ao menos um caso de coronavírus, o que equivale a 94%.

O estado de São Paulo teve pelo segundo dia consecutivo um aumento no número de óbitos, mas o governador João Doria e sua equipe dizem que isso não se deve a reabertura da economia antes da hora. Foram 321 mortes e 14.809 casos de Covid-19 em 24 horas. O estado chegou a 22.710 mortes e 529.006 infectados desde o início da pandemia. As taxas de ocupação de UTIs estão em 65,1% no estado e 62,9% na Grande São Paulo.

O Rio de Janeiro entrou no grupo dos estados com alta nas mortes. A média diária de mortes é 116. Na comparação com duas semanas atrás, o aumento é de 27%. O estado soma 13,3 mil mortes em decorrência do novo coronavírus e 163.642 mil casos.

Mercado modelo abre na Bahia

A capital baiana registra pela primeira vez a taxa de 68% na ocupação dos leitos de UTI e há um clima positivo para a retomada gradual das atividades. Nesta quinta-feira (30) um dos pontos turísticos mais frequentados de Salvador, o Mercado Modelo, que possui dezenas de lojas de artesanatos e é um dos principais pontos turísticos da capital, foi reaberto e comerciantes e visitantes estão seguindo uma série de protocolos de segurança.

Já os bares e restaurantes só poderão atender na modalidade Drive-Trhu. 

A Bahia já registrou mais de 53 mil casos de coronavírus até o momento. O total de óbitos, de acordo com o último registro, é de 3.391 pessoas.