• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Congressos Estaduais da CUT começam nesta sexta (25)

Até 30 de novembro todas as estaduais farão seus congressos para, além de eleger as novas diretorias, debater estratégias, plano de lutas e a organização da central para o próximo período

Publicado: 24 Outubro, 2019 - 17h32 | Última modificação: 24 Outubro, 2019 - 18h20

Escrito por: Érica Aragão

Roberto Parizotti (Sapão)
notice

Depois do 13º Congresso Nacional da CUT, que elegeu a nova diretoria para o período 2019/2023 e debateu estratégias, desafios e planos de lutas, a partir desta sexta-feira (25), vão começar os Congressos Estaduais da CUT (Cecut).  

Só nesta sexta, as CUTs Espírito Santo, Paraná e Roraima darão o pontapé inicial na jornada de Cecuts que serão realizados em todos os 27 Estados até o dia 30 de novembro.

A CUT Espírito Santo realizará seu 14º Cecut em dois dias com 180 delegados e delegadas, tem como principal bandeira “Lula Livre” e como lema “Sindicatos fortes = direitos, soberania e democracia”.

Na programação tem um seminário que vai debater a reforma sindical com o sindicalista da Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM), José Lopez Feijóo e uma roda de conversa com as mulheres da CUT no estado com o tema “quem somos, onde estamos e o que buscamos no movimento sindical?”, entre outros.

Na CUT Paraná, o 14º Cecut “Lula Livre” acontecerá durante três dias, começa na sexta e termina no domingo (27), e já estão confirmados 300 delegados e delegadas.

As mesas de debates no Paraná vão abordar a conjuntura estadual e nacional, além de temas específicos, como a defesa dos direitos da classe trabalhadora na perspectiva de gênero, raça e diversidade sexual, soberania, a estratégia e a sustentação sindical, a comunicação e polarização política. Entre os convidados estão o ex-senador Roberto Requião, o presidente da CSA, Rafael Freire e o presidente da CUT Nacional, Sérgio Nobre.

A CUT Roraima ainda não divulgou os detalhes de seu 8º Cecut.

Nas duas primeiras semanas de novembro, as CUTs Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Brasília, Alagoas, Amapá, Rio de Janeiro e São Paulo seguem com os debates, que incluem o momento político que o país está passando e também as transformações do mundo do trabalho, com a reforma Trabalhista, previdenciária e a inserção das novas tecnologias.

O 15º Cecut São Paulo também será na Praia Grande, no mesmo local onde aconteceu o Nacional, devido à simbologia do local, onde foi realizado o 1º Congresso Nacional da Classe Trabalhadora (Conclat) e que deu início a construção da CUT.

Com 500 delegados e delegadas, o Congresso em São Paulo também tem o slogan “Lula Livre” e como tema a luta “por um estado de São Paulo com emprego, direitos, inclusão e sindicatos fortes”.

As CUTs no Acre, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins vão realizar seus congressos na segunda quinzena de novembro.

Veja o calendário completo abaixo: