• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Confira como economizar energia elétrica usando aparelhos que gastam menos

Ferramenta on-line mostra quais eletrodomésticos frequentemente usados são mais econômicos. Consumidor pode também saber se está apto a aderir à Tarifa Branca de energia elétrica

Publicado: 15 Dezembro, 2020 - 14h36 | Última modificação: 15 Dezembro, 2020 - 15h01

Escrito por: Andre Accarini

Reprodução/Portal Idec
notice

Em tempos de crise econômica, desemprego e altas nas tarifas de energia, toda economia que o trabalhador puder fazer, além de bem-vinda é necessária. Melhor ainda quando ele conta com ferramentas que auxiliam no controle dos gastos rotineiros para controlar o orçamento e assim, poder sobreviver no fim do mês.

Uma dessas ferramentas já está disponível na internet e auxilia o consumidor a economizar na conta de luz com informações sobre os equipamentos mais utilizados que menos gastam energia.  A Plataforma Clima & Consumo, desenvolvida pelo Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) lista uma relação de aparelhos frequentemente utilizados em casa como geladeiras, ventiladores, TV´s, e aparelhos de ar-condicionado, que consomem menos energia elétrica.

Basta clicar na aba, escolher o tipo de eletrodoméstico, selecionar a distribuidora local de energia e fazer a comparação entre os produtos para saber qual o mais econômico.

A iniciativa ajuda bastante, principalmente na atual conjuntura em que ‘apertar o cinto’ é uma questão de sobrevivência para milhões de brasileiros que sofrem com a inflação alta, salários baixos (quando estão empregados) e a incerteza sobre o futuro por causa da falta de comando do governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL) em questões urgentes como retomar o desenvolvimento e reverter o alto índice de desemprego, e conter o aumento dos preços dos produtos e serviços, que penaliza drasticamente os trabalhadores mais pobres.

Um desses aumentos é justamente da tarifa de energia elétrica. Desde o dia 1° de dezembro já voltou a valer o sistema de bandeiras tarifárias na conta de luz dos brasileiros, que estava suspenso desde maio, como medida para enfrentar a pandemia do novo coronavírus – que ainda não terminou.

Em São Paulo, por exemplo, as contas de luz ficaram 4,23% mais caras para cerca de 18 milhões de pessoas.

Como a partir de agora, valem as bandeiras tarifárias, outra importante informação que a plataforma traz é justamente sobre como aderir à Tarifa Branca, que garante mais economia a conta.

Ao clicar no ícone, o consumidor preenche suas informações e responde a um breve questionário sobre o uso de energia no domicílio.

Ao final, após preenchidas todas as informações, o Idec informa se o consumidor se encaixa no perfil para a Tarifa Branca.

Faça sua parte pelo planeta

Outra informação disponível pela plataforma é a Calculadora de Emissão de Gases do Efeito Estufa. Por meio dela, é possível medir a quantidade de carbono emitida pelas atividades diárias. Para acessar a informações sobre a emissão, basta preencher os dados sobre estilo de vida e consumo, incluindo viagens aéreas, uso de automóvel e gastos de energia.

Com o resultado o Idec indica alternativas para redução das emissões o que ajuda o consumidor a decidir sobre mudar sua rotina para contribuir com a redução da emissão de carbono no mundo.

 

Para acessar o portal do Idec, clique na imagem abaixo