• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Confiança na Justiça cai, após condenação e proibição da candidatura de Lula

29% passaram a confiar menos na Justiça e 51% acreditam que o ex-presidente é tratado de maneira mais dura, revela pesquisa CUT/Vox Populi

Publicado: 14 Setembro, 2018 - 15h51 | Última modificação: 14 Setembro, 2018 - 16h48

Escrito por: Tatiana Melim

Roberto Parizotti
notice

As manobras do Judiciário para manter o ex-presidente Lula preso tem deixado o povo menos confiante nas instâncias da Justiça. A queda dos índices coincidem com a tramitação do processo do caso do triplex do Guarujá, que teve muitas coletivas e apresentações em powerpoint e nenhuma prova de crime, nem de qualquer outro ato ilícito praticado por Lula que, apesar de ter provado sua inocência, é mantido como preso político desde o dia 7 de abril, na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

Segundo pesquisa CUT-Vox Populi, realizada entre os dias 7 e 11 de setembro, o número de brasileiros que passaram a confiar menos no Judiciário após a condenação e proibição da candidatura de Lula alcançou 29%. O percentual dos que não confiavam e continuam não confiando atingiu 26%.

Para 17% dos entrevistados nada mudou: confiavam e continuam confiando. Apenas 15% afirmaram que passaram a confiar mais na Justiça brasileira. Outros 13% não sabem ou não responderam.

CUT/Vox PopuliCUT/Vox Populi

Os números ratificam a falta de credibilidade na Justiça brasileira registrada pela pesquisa Data Folha em junho deste ano. Segundo a pesquisa, 42% confiam um pouco na Justiça Eleitoral, 41% não confiam e apenas 16% confiam muito. Quando perguntados se confiavam no Supremo Tribunal Federal (STF), 43% responderam que confiam pouco, 39% não confiam e somente 14% confiam muito.

Maioria acha que Lula é tratado de forma mais dura

Após um processo fraudulento, que transformou o juiz Sérgio Moro em celebridade da mídia como o homem que ia acabar com a corrupção no país, o magistrado começou a ir a festas confraternizar com políticos comprovadamente corruptos que ele nunca expôs e tampouco condenou ou mandou prender.

Esse comportamento chamou a atenção dos brasileiros e foi ficando cada vez mais claro para a população que o ex-presidente é tratado de forma mais dura pela Justiça, que insiste em mantê-lo preso para impedir, como eles conseguiram nos tribunais superiores, tirar o líder de todas as pesquisas eleitorais das eleições deste ano.

Segundo pesquisa CUT-Vox Populi, 51% dos entrevistados acreditam que Lula é tratado por Sergio Moro e outros juízes de maneira mais dura do que outros políticos, como Michel Temer (MDB-SP) e Aécio Neves (PSDB-MG). Esse percentual era de 45% em maio e subiu para 50% em julho.

Já o percentual dos que acham que Lula é tratado com o mesmo rigor caiu de 39% em maio para 35% em julho e agora alcançou o menor índice, de 34%. Não sabem ou não responderam atingiu 15%.

CUT/Vox PopuliCUT/Vox Populi

carregando