• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Começa a jornada de luta contra a reforma Administrativa, em Brasília

CUT, centrais e sindicatos de servidores de todo o país fazem mobilização no aeroporto da capital federal para recepcionar parlamentares e pressioná-los a votar contra a PEC 32

Publicado: 14 Setembro, 2021 - 10h59 | Última modificação: 14 Setembro, 2021 - 11h25

Escrito por: Andre Accarini

Desde às 6h da manhã desta terça-feira (14), a CUT, demais centrais e entidades que representam trabalhadores e trabalhadoras do serviço público das três esferas – municipal, estadual e federal – estão no aeroporto de Brasília para recepcionar parlamentares que chegam à capital federal para os trabalhos da semana no Congresso. A pressão sobre os deputados é para que votem contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 32, da reforma Administrativa do governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL), que está em análise na Comissão Especial da Câmara.

“Não passa um deputado, uma deputada sem ser incomodado porque estão tentando destruir os serviços públicos no Brasil”, disse o Secretário-Geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), Sérgio Ronaldo.

Jornada de lutas: Servidores ocupam Brasília esta semana para lutar contra a reforma Administrativa

O aeroporto foi tomado pela militância das entidades e delegações de várias partes do país, até mesmo estudantes, com faixas e cartazes contra a reforma. De acordo com Sérgio Ronaldo, a mensagem principal aos deputados é para que se lembrem que o ano que vem é ano de eleições e se votarem a favor da PEC, “serão lembrados na hora do voto como traidores, aqueles que destruíram os serviços públicos no Brasil”.

“Quem votar, não volta, enquanto tentarem roubar os nossos direitos, não vamos tirar o sossego deles”, disse o dirigente, se referindo aos deputados que podem votar a favor da reforma.

CUT DFCUT DF

O dia todo

A mobilização continua durante toda esta terça-feira e segue até a próxima quinta-feira (16), com visitas aos gabinetes de parlamentares parta dialogar sobre os prejuízos que a reforma Administrativa trará ao país, aos trabalhadores do serviço público e, em especial, à população mais pobre, camada que mais depende de serviços essenciais como saúde e educação, e que estão sob ameaça com a PEC 32.

Às 15h desta terça-feira, a concentração acontece em frente ao Anexo II da Câmara onde será realizado um ato de protesto contra a reforma. Estarão presentes Sérgio Nobre, presidente da CUT, presidentes de outras centrais sindicais, os representantes das várias entidades representativas do setor público, além de parlamentares de oposição, também contrários à proposta. A transmissão será feita pelas redes sociais.

 

Agenda

Dia 14

7h: Atividade no aeroporto de BSB de pressão junto aos parlamentares que estarão chegando a Brasília e distribuição de material explicativo dos males da PEC32

14h: Concentração no espaço do servidor (bloco C da Esplanada)

15h: Caminhada até o Anexo 2 da Câmara

16h: Ato no Anexo 2 (até as 18 h)

Dia 15

9h: Reunião aberta no espaço do servidor. Visita a gabinetes e pressão aos deputados

Dia 16

Pressão aos deputados