• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Capitais do Norte e Centro-Oeste promovem grandes atos pelo ‘Fora Bolsonaro’

Cidades como Belém, Palmas e Goiânia realizaram manifestações e reuniram dezenas de milhares de manifestantes neste sábado

Publicado: 02 Outubro, 2021 - 17h08 | Última modificação: 02 Outubro, 2021 - 17h57

Escrito por: Redação CUT

Cláudio Marques
notice
Ato em Goiânia

A pauta do “Fora Bolsonaro” pelo impeachment de Jair Bolsoanro (ex-PSL), por mais emprego decente, contra privatização, a fome, a carestia e a miséria, teve grande adesão em algumas das capitais do Norte e Centro-Oeste do país neste sábado (2). Belém, Palmas e Goiânia realizaram manifestações que reuniram dezenas de milhares de manifestantes.

Em Belém, os manifestantes começaram a concentração no bairro de São Brás por volta das 8h30. Logo depois, seguiram em caminhada para a praça da República, no centro da cidade. 

Manifestantes levaram uma faixa com 60 metros de extensão e os dizeres “Pela Amazônia, Educação Pública e SUS: Não à Reforma Administrativa”, confeccionada pelos sindicatos de professores, e foi estendida durante ao longo da Avenida José Malcher, que ficou tomada pela mobilização. 

Estudantes aproveitaram e fizeram uma batucada no aquecimento do ato na capital do Pará.

Um grande ato contra o governo do presidente Jair Bolsonaro também foi registrado em Palmas, na manhã de hoje. A concentração dos manifestantes começou por volta das 8h30 na Praça dos Girassóis, na região central da capital do Tocantins, com um grupo que saiu em caminhada pela Avenida JK e retornou para a praça, onde o ato foi finalizado por volta das 11h30.

A organização foi feita centrais sindicais, movimentos sociais e partidos políticos. Cerca de 5 mil pessoas estiveram presentes, segundo os organizadores. 

Milhares de manifestantes também foram às ruas de Goiânia. Na Praça do Trabalhador, eles se concentraram por volta das 9h para protestarem contra o governo Bolsonaro. O ato também foi organizado por partidos e movimentos sociais. Além de Goiânia, protestos foram registrados em outros 15 municípios: Alexânia, Goiás, Catalão, Cocalzinho, Itumbiara, Formosa, Jataí, Luziânia, Minaçu, Nova Veneza, Pirenópolis, São Francisco, Santa Rosa e Terezopolis.