• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Brasil ultrapassa 570 mil mortes e já tem mais de mil novos casos da variante Delta

Até agora, a variante Delta, muito mais contagiosa, já fez 41 vítimas no país, número 13% maior do que os 36 óbitos registrados até uma semana atrás

Publicado: 18 Agosto, 2021 - 12h16

Escrito por: Redação CUT

Rovena Rosa/Agência Brasil
notice

Com 1.137 mortes em 24 horas, o Brasil ultrapassou a marca de 570 mil mortes por Covid-19, elevando o total para 570.718 vidas perdidas e 20.417.204 diagnósticos da doença desde o começo da pandemia.

Nesta terça-feira (17), o Brasil também ultrapassou  a marca de1.051 casos confirmados da variante Delta do novo coronavírus, identificada originalmente na Índia, que é mais transmissível e que tem colocado especialistas em alerta em todo o mundo. O número representa uma alta de 84% em relação aos 570 diagnósticos positivos para a cepa divulgados em balanço de terça-feira da semana passada (10).

Até agora, a variante Delta já fez 41 vítimas no país, número 13% maior do que os 36 óbitos registrados até uma semana atrás. O estado do Paraná é o que registrou o maior número de mortes causadas pela cepa, com 19. Outros sete estados e o Distrito Federal também já contabilizam óbitos. Já o Rio de Janeiro lidera o número de diagnósticos positivos da Delta, com 431.

Outros sete estados também já contabilizam vítimas para a cepa: Rio Grande do Sul (8), Rio de Janeiro (7), Goiás (1), Maranhão (1), Pernambuco (1), Minas Gerais (1) e Santa Catarina (1). Além do Distrito Federal, com duas vítimas.

Delta avança no Rio

Enquanto o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), planeja abrir a cidade para as festas de fim de ano, o avanço da variante Delta e o relaxamento das medidas de restrição na cidade, sete cidades do Estado estão com as UTIs de Covid-19 lotadas.

Com o aumento da demanda, tanto a rede privada quanto a pública correm para reabrir leitos.

Em todo o estado, a ocupação subiu de 59% para 70% nos últimos 20 dias. Os municípios com todas as vagas cheias são Itaguaí (região metropolitana), Teresópolis, Nova Friburgo, Cantagalo (região serrana), Bom Jesus do Itabapoana, Itaperuna e Miracema (noroeste fluminense), segundo os dados mais recentes, desta segunda (16).

Uma projeção feita pela Fiocruz mostra que as hospitalizações já sobem em quase todas as faixas etárias no RJ, mas de forma bem mais intensa na população de 60 anos ou mais.

Três dos sete municípios com UTIs lotadas, por exemplo, haviam vacinado inteiramente apenas metade dos seus octogenários até o último domingo (15), faixa etária que deveria estar com a cobertura completa. Itaperuna havia imunizado 43%, Nova Friburgo, 49%, e Miracema, 55%.

Infectologistas emitem nota contra reabertura em SP

Com o avanço da variante Delta no país, a Sociedade Paulista de Infectologia publicou nesta terça-feira (17) uma nota criticando as medidas de reabertura em meio à pandemia de Covid-19 promovidas pelo governador de São Paulo João Doria (PSDB).

A publicação ocorre no mesmo dia em que todas as restrições de horário e capacidade máxima para estabelecimentos comerciais foram encerradas no estado.

Os infectologistas da associação declararam "extrema preocupação com as recentes medidas de flexibilização de atividades comerciais não essenciais e de entretenimento" em São Paulo.

A delta já corresponde a pelo menos 4% dos casos confirmados de Covid-19 no estado, percentual que sobe para 25% na Grande São Paulo, segundo boletim do governo de São Paulo do dia 1º de agosto.

A proporção de casos é calculada por meio da análise genética de cerca de 600 amostras por semana, que são enviadas para uma rede de laboratórios parceiros do governo estadual. Esses laboratórios identificam qual foi a variante responsável pelo caso confirmado na amostra.