• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Brasil tem média móvel de mortes por Covid-19 abaixo de 1,5 mil

Pela primeira vez desde março, a média móvel de mortes nas últimas duas semanas caiu. País registra 1.648 mortes nas últimas 24 h, totalizando 528.540. SP antecipa vacinação para idades de 37 e 38 anos

Publicado: 08 Julho, 2021 - 11h53

Escrito por: Redação CUT

Divulgação EBC
notice

O Brasil registrou nesta quarta-feira (7) a menor média móvel de mortes por Covid-19 desde o mês de março. Foram 1,5 mil óbitos diários nas últimas duas semanas, segundo números do consórcio de imprensa. O país registrou 1.648 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 528.540 vítimas fatais da pandemia.

De acordo com o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), com base nos dados das Secretarias Estaduais da Saúde, o dado representa queda de 7,4% na comparação com o dia anterior, quando foram registrados 1.780 óbitos.  

Já o total de mortos no país representa um salto de 691,9% sobre a soma de vítimas fatais da pandemia há um ano. Em 7 de julho de 2020, o Brasil registrava 66.741 mil óbitos, com 1.254 mortes em um único dia.

A média de casos segue em queda, com redução de 35% em duas semanas. São 49.971 novos casos por dia, em média.

Em números de casos confirmados, já são 18.909.037 pessoas contaminadas, incluindo 54.022 mil casos notificados nas últimas 24 horas. A média móvel diária dos últimos sete dias ficou em 1.496 óbitos. 

Só um estado registrou alta na média de mortes, o Acre, com aumento de 130%. Em estabilidade estão oito estados, e em queda, 17 estados e o Distrito Federal. As maiores reduções foram no Piauí e em Goiás.

Estados

O estado de São Paulo lidera a lista de casos e de mortes entre as 27 unidades federativas, com 3.824.111 confirmações e 130.935 óbitos desde o início da pandemia no país. Na sequência, vem Minas Gerais, com 1.843.565 casos e 47.378 mortos.

O Rio de Janeiro, em segundo lugar no número de vítimas fatais, 56.321 óbitos, está na sétima colocação no número de casos.

O Distrito Federal, na 14ª colocação em número de casos, registrou, até hoje, 435.405 contaminados e 9.331 óbitos. Na última posição permanece o estado do Acre com 86.120 casos e 1.761 falecimentos.

SP antecipa de novo vacinação para 37 e 38 anos

O município de São Paulo antecipou novamente a vacinação contra Covid-19 para pessoas com 38 e 37 anos de idade. As datas previstas eram segunda (12) e na terça (13), respectivamente. No entanto, a imunização para esses grupos passou para sexta (9) e segunda (12).

Para esta quinta-feira (8), está mantida a vacinação apenas para pessoas com 39 anos, na capital.

A mudança no calendário foi decidida após o governo estadual ter anunciado que havia antecipado o calendário para esta quinta, como o dia de vacinação dos grupos de 39 a 37 anos. Antes a previsão era que a faixa de 39 anos fosse alcançada em 15 de julho. No entanto, os municípios têm autonomia para definirem os dias de vacinação de cada faixa etária.

Calendário atualizado da vacinação na cidade de São Paulo:

Quinta (8): 39 anos

Sexta (9): 38 anos

Sábado (10): Repescagem (38 a 41 anos)

Segunda (12): 37 anos

Vacinação

Em 24 horas, foram 2.390.026 registros de aplicação da primeira dose no Brasil. Esse número é o mais alto até agora, mas tem um motivo. Mais da metade vem de dados represados pelo Rio de Janeiro, que só informou nesta quarta (7).

As autoridades do Rio de Janeiro afirmaram que os municípios estavam com dificuldade de abastecer o site do Ministério da Saúde, mas que o problema já foi resolvido.