• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Brasil em crise e Caixa lucra R$ 2,6 bilhões no 2º trimestre de 2020

Em meio à crise mundial causada pela pandemia do coronavírus, o lucro líquido do Banco Público somou R$ 5,6 bilhões.

Publicado: 26 Agosto, 2020 - 13h11

Escrito por: Tarsila Braga, do Reconta Aí

Reprodução
notice

A Caixa anunciou nesta quarta-feira (26) que registrou lucro líquido de R$ 2,6 bilhões no segundo trimestre deste ano. Nos seis primeiros meses de 2020, em meio à crise mundial causada pela pandemia do coronavírus, o lucro líquido do Banco Público somou R$ 5,6 bilhões.

O valor representa uma queda de 39,3% se comparado ao mesmo período de 2019 (R$ 4,212 bilhões). No entanto, em relação ao 1º trimestre de 2020, a queda foi de 16,1%.

Em coletiva de imprensa, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, detalhou todos os resultados. Ao falar sobre a redução na receita de prestação de serviços, ele explicou que isso aconteceu porque o Banco Público teve a necessidade de atender 90 milhões de pessoas todos os meses nas agências.

“Isso aconteceu, em especial, em abril e maio. Nós já tivemos uma recuperação muito forte em junho, julho e agosto. Então, vamos ter no terceiro trimestre um resultado muito mais forte”, disse Guimarães.

Queda na receita das Loterias

Nos primeiros seis meses de 2020, as Loterias Caixa arrecadaram R$ 7,4 bilhões. O valor é 8,2% menor que o total arrecadado no mesmo período do ano passado. Cerca de R$ 2,8 bilhões foram transferidos aos programas sociais do Governo Federal, o que corresponde a um repasse de 37,3% do total arrecadado.

Mesmo assim, o presidente Jair Bolsonaro (ex-PSL) assinou na quarta-feira (19) um decreto que abre caminho para o controle da loteria esportiva, hoje um serviço público exclusivo da União, para as mãos da iniciativa privada. 

Entenda o que você perde com a nova loteria que Bolsonaro deu à iniciativa privada

Carteira de crédito cresce

De acordo com Guimarães, a redução nas receitas fez com que o Banco Público tivesse que ampliar a sua carteira de crédito. Assim, ela cresceu 5,5% em comparação ao mesmo período do ano passado, impulsionada pelo aumento de 8,3% nas contratações de crédito.

Esse resultado foi influenciado pelo aumento de 7,2% em habitação, 34,3% em crédito rural, 2,6% em saneamento e infraestrutura, 1,1% em crédito comercial pessoa física e 6,3% na carteira comercial pessoa jurídica.

A Caixa ressalta que somente no segundo trimestre o Banco Público contratou mais de R$ 100 bilhões em crédito. Esse valor é 10,5% superior ao primeiro trimestre de 2020.

Crédito imobiliário da Caixa

A Caixa segue na liderança deste mercado no Brasil, com 69,3% de participação. A sua carteira de crédito habitacional da Caixa cresceu 7,2% em 12 meses, chegando a R$ 484,7 bilhões em junho de 2020.

Desse total, R$ 302,2 bilhões foram concedidos com recursos FGTS e R$ 182,4 bilhões com recursos da caderneta de poupança.

O Banco Público revela que no primeiro semestre de 2020 foram contratados R$ 28,0 bilhões no Programa Minha Casa Minha Vida. Isso equivale a 153,4 mil unidades habitacionais.