• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Bolsonaro desdenha de pandemia em pronunciamento e povo faz mais um barulhaço

Deslikes em vídeo no Youtube do pronunciamento oficial foram maiores que os likes. "É a primeira vez que isso acontece", afirma secretário Nacional de Comunicação da CUT

Publicado: 25 Março, 2020 - 12h41 | Última modificação: 25 Março, 2020 - 12h54

Escrito por: Redação CUT

Sul 21
notice

Panelaços, apitaços e até gritos de “Fora, Bolsonaro” foram ouvidos em diversas capitais e cidades do interior do país durante pronunciamento de Jair Bolsonarona, em rede nacional de TV e na noite desta terça-feira (24).

Desdenhando da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), Bolsonaro voltou a chamar a doença, que matou mais de 18 mil pessoas no mundo até agora, de "gripezinha ou resfriadinho”.

E, além de criticar os governadores e prefeitos que estão tomando atitudes para enfrentar o coronavírus, disse que a vida podia voltar ao normal, se referindo a um possível fim da quarentena que a maior parte da população brasileira está fazendo para evitar a proliferação do vírus.

“Devemos, sim, voltar à normalidade. Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento do comércio e o confinamento em massa”, disse.

Em seu pronunciamento, Bolsonaro voltou a atacar também a imprensa e a culpou por ter espalhado a sensação de pavor na divulgação de informações sobre o covid-19.

Divulgação Divulgação Deslikes no vídeo de Bolsonaro venceram no Youtube

No canal do Youtuve da TV BrasilGov, onde foi transmitido e armazenado o vídeo de um pouco mais de cinco minutos com o pronunciamento oficial de Bolsonaro, os deslikes (quando as pessoas não curtem o vídeo) foram o dobro de likes (curtidas).

Na manhã desta quarta-feira (23) já são 351 mil deslikes contra 174 mil likes.

“É a primeira vez que isso acontece”, ressaltou o secretário Nacional de Comunicação da CUT, Roni Barbosa.